Valor Bruto de Produção Agrícola de Goiás bate recorde este ano

Conforme dados do Ministério da Agricultura, o VBP do Estado totaliza R$ 106,3 bilhões, com destaque para soja, tomate, cana-de-açúcar, batata inglesa, uva, algodão, café, feijão e mandioca

Goiás registra recorde no Valor Bruto de Produção (VBP), indicador que mostra o desempenho das lavouras. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que revisa o indicador mensalmente, em 2022 o VBP do Estado apresenta projeção de montante recorde de R$ 106,3 bilhões, o que representa crescimento de 1,78% na comparação com o ano anterior. No mesmo período, o VBP total do País aponta estimativa de queda de 0,62%. Reportagem sobre o assunto foi veiculada no Jornal Brasil Central Edição da Noite deste quarta-feira, 19.

O gerente de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Peterson Santana, observa que o Estado tem hoje culturas que são carro-chefe, como por exemplo a soja, onde hoje se encontra em um grão da oleaginosa tecnologia suficiente para se comparar a um smartphone. “Isso, graças ao trabalho do produtor rural, que faz com que Goiás se destaque, porque ele está investindo em tecnologia e em maquinário para utilizar na sua produção, e isso tudo resulta nesse crescimento.”

De acordo com a Seapa, além da soja, o Estado registrou aumentos na produção de tomate (9,6%), cana de açúcar (10%), batata inglesa (136%), uva (28%), algodão (22%), café arábica (22,5%), feijão (15,8%) e mandioca (13,4%). O engenheiro agrônomo Felipe Ferreira planta tomate-cereja há quatro anos e há dois anos construiu uma estrutura de estufa na propriedade rural de Hidrolândia, para potencializar a produção. A Seapa pretende continuar fomentando a produção do campo e mapeando os gargalos, para que eles sejam superados e o produtor consiga melhorar sua produção cada vez mais, ressalta o gerente da Pasta.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.