Setembro Verde: médica fala na RBC sobre prevenção ao câncer de intestino

Rita de Cássia disse que diagnóstico precoce é fundamental na cura

A morte do ator norte-americano Chadwick Boseman, famoso pela atuação no filme Pantera Negra, por câncer colorretal chamou atenção para a gravidade da doença, mais conhecida como câncer do intestino. Aos 43 anos, Boseman não resistiu às complicações da doença.

Segundo pesquisas médicas, esse tipo de câncer é o segundo mais comum em mulheres e o terceiro em homens. Ele é motivado pelo alto consumo de carne vermelha, embutidos, álcool e outras condicionantes como sedentarismo e tabagismo. Campanha de alerta de prevenção a esse tipo de câncer foi batizado de Setembro Verde.

Para falar do assunto, o radiojornal O Mundo em Sua Casa desta quarta-feira, 2, contou com a participação de Rita de Cássia Silva, médica gastroenterologista e diretora científica da Sociedade Goiana de Gastroenterologia. Ela foi entrevistada pelos apresentadores Jerônimo Venâncio e Roberto Cândido. O Mundo Em Sua Casa vai ao ar diariamente às 7h da manhã pelas rádios RBC FM e Brasil Central AM.

Ela disse que a incidência tem aumentado nos últimos anos, também por causa dos fatores de risco e avanço da idade. As duas principais formas de prevenção, afirmou a médica, são mudar os hábitos alimentares e de vida, como ingestão de fibras e prática de exercícios.

“A outra forma é fazer os exames de rastreio, que é a colonoscopia, um exame de imagem feito através da introdução de uma câmera por duto flexível em que a gente consegue visualizar a parede interna do intestino grosso e assim diagnosticar precocemente lesões pré-malignas”, explicou a especialista acrescentando que, dependendo do grau da lesão, é possível fazer intervenções de cura durante o exame.

ABC Digital