Seds cria grupo de acolhimento a vítimas de LGTfobia

Inscrições ainda estão abertas; os encontros são realizadas às quintas-feiras, das 19 às 20h30, no auditório da Seds, na Praça Cívica, em Goiânia

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), está com inscrições abertas para os interessados em integrar o grupo de acolhimento de pessoas LGBTQIA+. A coordenadora do Grupo de Atendimento LGTfobia, Thaís Menezes, falou sobre a iniciativa em entrevista veiculada no programa O Mundo em sua Casa desta sexta-feira (4).
 
Os encontros são realizados às quintas-feiras, no horário das 19 às 20h30, no auditório da Seds, localizado na Praça Cívica, em Goiânia. Pode participar qualquer pessoa que se compreenda dentro da sigla LGTBQIA+, disse Thaís Menezes. Ela contou que foi feito um levantamento de alguns temas a serem trabalhados com essas pessoas, e estão sendo discutidos a pertinência deles. O formato adotado é o presencial, em rodas de conversas e algumas vivências psicoterapêuticas. 

“Muito provavelmente qualquer pessoa LGBT já sofreu algum tipo de violência, seja ela verbal, seja pelo desconforto de estar em algum lugar, seja simplesmente em ter dificuldade de ser quem é. Então, a ideia é de poder estar entre iguais. Esse seria o primeiro espaço de acolhida: estar entre iguais, estar em um lugar seguro e poder falar de si em primeira pessoa”, destacou.

Os interessados em participar do grupo de acolhimento podem se inscrever neste link.

ABC Digital
 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.