Secretário de Indústria e Comércio aponta recuperação da economia goiana com a retomada da criação de empregos

Em entrevista à RBC, Adonídio Neto citou os dados do Caged relativos a junho e também o crescimento da produção industrial goiana no mesmo mês verificado pelo IBGE

Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia e pelo IBGE a respeito da produção industrial goiana, ambos referentes ao mês de junho último, apontam que a recuperação da economia em Goiás já começou. Nesse mês, foram criados no Estado 4.929 empregos formais, e a produção da indústria cresceu 5,4% na comparação com o mesmo período de 2019.

Para o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Serviços, Adonídio Neto, esses indicadores demonstram a melhoria que a economia goiana teve em junho, e que deve se repetir em julho, além dos recentes recordes verificados nas exportações do Estado. A avaliação foi feita nesta terça-feira, 25, durante entrevista concedida ao programa O Mundo em sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM.

Adonídio disse aos apresentadores Jerônimo Venâncio e Roberto Cândido que o bom desempenho da economia goiana se deve muito ao fato dos principais itens produzidos em Goiás serem ligados ao agronegócio, à mineração e medicamentos, setores essenciais à vida humana e que sofreram menos durante a pandemia, mesmo que essas atividades tenham registrado retração, não só no Brasil, mas no mundo inteiro.

Atração de investimentos

O titular da SIC destacou que a Pasta segue “trabalhando fortemente” na atração de novos investimentos para Goiás, atuação continuada que vem sendo feita desde o ano passado. “Este ano já conseguimos anunciar 89 empresas com investimentos de R$ 4,1 bilhões”, afirmou.

Outra ação citada por Adonídio é com relação ao crédito. Foi possível oferecer linhas de crédito aos microempresários, indústria e comércio com juros subsidiados, carência e prazo longo para fazer o pagamento, tanto por meio do Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), quanto pela GoiásFomento.

O secretário comentou as notícias de que Goiás estará entre os cinco Estados que primeiro vão recuperar suas economias, ainda no ano de2021. Segundo ele, o propósito é que seja o primeiro Estado a conseguir isso. Com o apoio da população, ele disse que a economia goiana sairá mais forte desta crise.

Adonídio Neto comentou ainda a internacionalização do Aeroporto Santa Genoveva. Ponderou que essa conquista será mais uma ferramenta para incrementar as exportações do Estado. Isso porque muitos produtos são transportáveis via aérea internacionalmente e Goiás estava fora dessas rotas internacionais. Ele previu não só o aumento de empresas que fazem este transporte aéreo, quanto de turistas estrangeiros que virão para conhecer as belezas turísticas goianas, com a consequente geração de empregos.

ABC Digital