Secretário da Saúde vê melhora no quadro da pandemia, mas pede manutenção dos cuidados

Vacinação avança no Estado e já reduz casos e internações de pessoas idosas, bem como de profissionais da saúde, mas repique desta segunda onda da Covid-19 e uma possível terceira onda ainda preocupam

Ao avaliar o quadro atual da pandemia do novo coronavírus no Estado de Goiás, o secretário da Saúde, Ismael Alexandrino, disse que a situação está um pouco melhor, com queda sustentada do número de casos, de internações em UTIs e de óbitos. Entrevistado no programa Boa Noite Goiás na quinta-feira, 13, ele enfatizou, contudo, que o momento ainda exige o cumprimento dos protocolos sanitários, porque as taxas de contaminação ainda são elevadas e podem levar mais pessoas a necessitar das estruturas de saúde.

“Tivemos queda acentuada do número de casos de pessoas idosas e também de profissionais de saúde que já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19”, afirmou Ismael Alexandrino. Ele ressaltou, contudo, que o comportamento das pessoas, quando fazem aglomerações e abandonam os protocolos sanitários, assim como o surgimento de novas cepas do vírus, são fatores que contribuem para sustentar a segunda onda. Ele alertou também que não está descartada uma possível terceira onda no mês de agosto. “Daí a nossa recomendação para manutenção de todos os cuidados recomendados pelos órgãos de saúde”, afirmou.

Vacinação

Ismael Alexandrino falou também sobre o empenho do Governo de Goiás em acelerar a aplicação da vacina, mas ressalvou que para isso é necessário que haja regularidade no repasse de doses pelo Ministério da Saúde. Até o momento, Goiás já recebeu 2.269.270 doses. Um total de 1.100.332 pessoas já receberam a primeira dose e outras 556.546 também a segunda dose. O titular da Saúde informou que em Goiás praticamente não há déficit de vacina para a segunda dose da Coronavac e o problema será totalmente resolvido com a chegada de outro carregamento com quase 70 mil doses na madrugada desta sexta-feira, 14.

No decorrer do programa, o secretário Ismael Alexandrino abordou inúmeros outros assuntos, tais como flexibilização de atividades econômicas, sociais e de lazer (o que exige mais cuidados pelas pessoas), processo de vacinação de pessoas com comorbidades, início da vacinação de professores, definição de novos grupos prioritários, efeitos colaterais das vacinas, troca de vacinas no processo de imunização, tratamento precoce da Covid com uso de invermectina e hidroxicloroquina, teorias de surgimento do vírus e outros. Ele também respondeu a muitos questionamentos e esclareceu dúvidas dos telespectadores.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.