Secretário da Administração destaca concurso para Analista de Gestão Governamental

Bruno D’Abadia reforçou a importância da contratação de profissionais qualificados para a gestão estadual e mostrou como foi possível viabilizar o lançamento de novos concursos públicos

O secretário de Estado da Administração, Bruno D’Abadia, enalteceu a decisão do Governo Estadual de realizar concurso público para o cargo de Analista de Gestão Governamental, cujo edital foi lançado na terça-feira, 25. Em entrevista ao Jornal Brasil Central Edição da Noite na quarta-feira, 26, o titular da Administração explicou que a medida foi possível graças à reforma administrativa, às auditorias realizadas na folha de pagamento e ao esforço para saneamento das finanças públicas, medidas que culminaram com a redução dos gastos.

“Na realidade, já tivemos concursos para a Segurança Pública e agora lançamos também o edital para selecionar pessoas para a Universidade Estadual de Goiás. Contudo, este concurso para a área de gestão governamental é o mais expressivo”, afirmou Bruno D’Abadia. Ele acrescentou que o governador Ronaldo Caiado tem plena consciência da importância de ter profissionais qualificados para atuação nas diversas áreas administrativas do Estado e trabalhou muito para a viabilização deste concurso.

Oportunidades

Conforme o edital, as inscrições serão abertas no dia 10 de fevereiro e vão até dia 14 de março, exclusivamente pela internet no site www.institutoaocp.org.br. Bruno D’Abadia confirma que serão ofertadas 329 vagas, das quais 312 para ampla concorrência e 17 para pessoas com deficiência. As oportunidades são para agrimensura, arquitetura, engenharia, gestão e desenvolvimento de pessoas, licitações e contratos, tecnologia da informação, apoio jurídico, contabilidade e orçamento e finanças. O salário inicial é de R$ 4.838,66 mais ajuda para alimentação no valor de R$ 500,00.

Os profissionais a serem selecionados e nomeados estarão sujeitos ao Regime Estatutário, regido pela Lei Estadual nº 20.756 de 28 de janeiro de 2020. Os requisitos e as atribuições dos cargos estão relacionados no Anexo I do edital. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais. O secretário Bruno D’Abadia adiantou que as vagas serão disponibilizadas nas Secretarias de Estado de Administração e da Economia, bem como em unidades setoriais dos órgãos e entidades estaduais.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.