Secretária da Educação destaca importância do retorno às aulas presenciais

Fátima Gavioli reforça que foram adotadas medidas sanitárias em todas as escolas para garantir mais segurança aos pais, alunos, professores e servidores

Após quase dois anos de aulas remotas e em alguns casos semipresenciais, por causa da pandemia da Covid-19, as escolas estaduais retomaram nesta quarta-feira, 19, as aulas presenciais. Em entrevista ao programa O Mundo em Sua Casa, a secretária da Educação, Fátima Gavioli, disse que o momento ainda exige cautela, mas é fundamental colocar a vida dentro de um protocolo de biossegurança que possibilite a volta do que se pode chamar de normalidade.

“As aulas presenciais são de fundamental importância e isso ficou muito claro ao longo da pandemia, já que, mesmo com todos os esforços, o aprendizado não foi o ideal”, argumentou a secretária, acrescentando que a Pasta se preparou nos últimos seis meses para a retomada das aulas presenciais. “É claro que a situação não é aquela que imaginávamos, mas agora temos um quadro um pouco melhor do que em 2020 e 2021, o que nos encoraja a voltar presencialmente”, diz.

Todo o processo terá acompanhamento continuado. Caso algum aluno tenha sintomas de Covid, os pais serão avisados e a criança afastada temporariamente da escola, mas não terá prejuízo. Será mantido o sistema de teleaula por meio do netescola (portalnetescola.educacao.go.gov.br), além do que o estudante contará com livros didáticos e exercícios até que possa voltar presencialmente.

Para garantir mais segurança à comunidade escolar, a Secretaria tomou cuidados como a distribuição de equipamentos de aferição de temperatura e álcool gel para higienização de pés e mãos para todos os colégios. Também haverá orientação aos pais e alunos para evitar aglomerações e para a importância da vacinação.

Trânsito

Com a retomada das aulas presenciais, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-Goiás) iniciou também nesta quarta-feira uma ação educativa para ordenar o trânsito nas imediações dos colégios. De acordo com gerente de Educação para o Trânsito, Pablynne de Carvalho, a iniciativa visa basicamente orientar os pais para que não parem em fila dupla e sobre faixas de pedestre, além de evitar o uso de celulares enquanto deixam os filhos, uma atitude que desvia a atenção dos motoristas quanto aos cuidados que devem ser tomados.

A ação do Detran vai se estender até o próximo dia 28 e é desenvolvida nas imediações das principais escolas da capital, tanto estaduais, quanto municipais d particulares. Conforme ainda Pablynne Carvalho, a ação tem caráter educativo também para as crianças, para que internalizem conhecimentos sobre as leis de trânsito, já que serão futuros condutores de veículos.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.