Saúde promove mutirão de cirurgias ortopédicas no HUGO

Ontem foram realizadas 35 cirurgias, hoje são mais 30, e até o final da semana o secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, quer operar todas as pessoas que estão internadas esperando a cirurgia

Em entrevista hoje, 4, à repórter Brunele Portela, no Jornal Brasil Central, o secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, explicou porque resolveu realizar, desde ontem, um mutirão de cirurgias ortopédicas no Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO). Segundo ele, a pandemia trouxe um represamento muito grande de cirurgias e isso foi agravado, porque já não eram poucas as cirurgias que estavam represadas. “No Hugo, particularmente, tínhamos muitas pessoas internadas com um tempo de espera de internação muito grande”, afirmou, acrescentando que no final de semana passado fez a troca da gestão e ontem mesmo já foram operadas 35 pessoas. Hoje, estão recebendo cirurgias mais 30 pacientes e a pretensão é de até o próximo final de semana operar todas as pessoas que estão internadas e esperando.

Ismael disse que doravante, uma vez implantado esse ritmo, ele continuará para a realização de mais cirurgias. “A humanização começa aliviando o sofrimento das pessoas, resolvendo os problemas que as incomodam. A humanização não engloba apenas tratar bem o paciente, mas também resolver o problema dele” assinalou, observando que a vida dos pacientes é sempre muito bem cuidada e é desta forma que ele leva a gestão da pasta. “São 35 ortopedistas, dez anestesistas. O Hugo é um hospital que sempre teve muito bons profissionais, tanto de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos, é uma equipe boa e comprometida. O que nós precisamos é de prover a eles as melhores condições de trabalho, para garantir assistência ao paciente, de forma segura e excelente”, sentenciou Ismael.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.