Saúde investiga primeiro caso suspeito da varíola de macaco

Mulher moradora da capital está em isolamento sob acompanhamento médico

Clique na imagem para assistir a matéria

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) informou que está investigando o primeiro caso suspeito da varíola de macaco em Goiás. Trata-se de uma mulher de 43 anos, moradora da capital. No Brasil já são 20 casos confirmados da doença.

Em entrevista ao Jornal Brasil Central desta terça-feira (28), Flúvia Amorim, superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, disse que já foi coletado material para análise laboratorial da paciente, que encontra-se em isolamento domiciliar com supervisão médica.

A superintendente explicou que a doença tem letalidade baixa e é transmitida principalmente por contato físico, via pele infectada e objetos como roupas. Com sintomas parecidos com os da catapora, Flúvia Amorim disse que além das feridas na pele, a pessoa infectada pode apresentar também febre, inflamação das amígdalas e dores pelo corpo.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.