Rodney Miranda divulga dados de 2021 com balanço positivo da segurança pública

Secretário abordou também o caso Lázaro Barbosa, com foco nas medidas que estão em andamento para concluir os trabalhos. Ele ressaltou que o melhor resultado da operação foi a preservação de vidas

O secretário Estadual de Segurança Pública, Rodney Miranda, aproveitou sua participação no programa Boa Noite Goiás de quinta-feira, 29, para fazer um amplo balanço das ações e realizações na área de Segurança Pública, apontando resultados positivos que a própria população já percebe no seu dia a dia. Ele revelou que, nos primeiros seis meses do ano, foram realizadas 766.685 abordagens policiais, deflagradas 14.750 operações, realizadas 15.381 ações preventivas e realizadas 14.088 prisões.

Como resultado de todo esse trabalho, conforme veiculado em reportagem da TV Brasil Central, os casos de roubo ao comércio caíram 36%, os roubos a residência recuaram 41% e os assaltos a pedestres tiveram redução de 39%. O próprio secretário citou também o exemplo dos furtos e roubos de veículos, cuja média era de 30 a 40 carros por dia na Região Metropolitana de Goiânia e agora gira em torno de cinco a seis veículos por dia em todo o Estado.

“Esses números apontam para uma nova realidade e posso afirmar que estamos realizando mais, com menos. Isso porque, desde o início da gestão do governador Ronaldo Caiado, tivemos baixa de aproximadamente 1.500 integrantes das forças de segurança, por aposentadorias e outros motivos. Mesmo assim, aumentamos nossa produtividade, agindo com responsabilidade, dentro dos parâmetros legais, alcançando posição de destaque em todo o Brasil na área da segurança”, asseverou Rodney Miranda.

Indagado sobre o caso da agressão de policiais a um advogado em Goiânia, o secretário disse que todas as medidas administrativas estão sendo adotadas, como o afastamento do comandante do Giro e a abertura de processo disciplinar em relação aos agressores. “Trata-se de um episódio isolado, que não mancha nem macula o grande trabalho das forças de segurança, com números e resultados muito expressivos conforme já mostramos. E vamos conduzir a questão com cuidado, oferecendo oportunidade de defesa para todas as partes e concluir o processo em conformidade com os parâmetros legais”, asseverou ele.

Caso Lázaro

O secretário Rodney Miranda também abordou o caso Lázaro Barbosa, apresentando detalhes da operação e das medidas que ainda estão em andamento para a conclusão dos trabalhos. Ele adiantou que as investigações continuam a ser feitas, pessoas que acobertaram o criminoso em sua fuga já foram presas, além do indiciamento de familiares dele. Conforme Miranda, já foram levantados dados que abrangem cerca de 30 crimes praticados por Lázaro, sendo que muitos deles já foram encerrados.

Essas informações mostram que a motivação do criminoso era de caráter patrimonial, sem envolvimento com facções criminosas e nenhuma conotação sobrenatural, como chegou a ser ventilado pela imprensa. Contudo, Lázaro contava, sim, com um grupo de pessoas que o ajudavam em sua jornada criminosa. Tanto que houve retardamento em mais de uma semana para a sua prisão, justamente por esse apoio. “Quem acoberta criminosos também é criminoso e essas pessoas serão alvo de punição”, ressaltou Rodney Miranda.

O secretário também respondeu questionamentos, tais como o custo da operação, a necessidade de utilizar um contingente tão grande de policiais e se a questão não deveria ter ficado com o Governo do Distrito Federal, já que o crime de maior monta, a morte de quatro pessoas da mesma família, foi praticado no DF. De forma clara e objetiva, Rodney Miranda esclareceu a cada um dos questionamentos, o que pode ser conferido na entrevista. Mas fez questão de frisar que, em relação aos custos, o mais importante não é o valor em si, mas a preservação de muitas vidas que estavam em risco na região, e que poderiam ter se tornado vítimas de Lázaro.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.