Programa Mais Empregos oferece 3.049 vagas de trabalho em 21 municípios

Superintendente da Secretaria da Retomada, Raíssa Rodrigues, disse à RBC que a Pasta divulga diariamente as oportunidades de emprego em seu portal na Internet

Uma das preocupações do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Retomada, é a geração de emprego e renda, principalmente neste momento de pandemia que afetou o desempenho das atividades produtivas. A Pasta informa que, através do Programa Mais Emprego, onde o Sistema Nacional do Emprego (Sine) está inserido, atualmente que estão disponíveis 3.049 vagas de trabalho com carteira assinada em 21 municípios goianos.

A superintendente da Retomada do Trabalho, do Emprego e da Renda da Secretaria de Estado da Retomada, Raíssa Rodrigues, falou sobre o assunto durante entrevista concedida nesta quarta-feira, 26, ao programa O Mundo em sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM.

Segundo ela, as oportunidades ofertadas têm salários que variam de R$ 1.100,00 a R$ 3.500,00. A superintendente explicou que o programa Mais Emprego foi criado visando divulgar vagas de emprego e promover a recolocação de pessoas no mercado de trabalho, aliados à qualificação profissional. Acrescentou que a Pasta consegue ainda oferecer cursos profissionalizantes, por meio dos colégios tecnológicos.

Como proceder

Indagada sobre como o interessado em uma oportunidade de emprego deve proceder, Raíssa Rodrigues disse que o site da Secretaria da Retomada (www.retomada.go.gov.br) divulga diariamente as vagas disponíveis e em que setores estão. Na mesma página onde tem a vaga está o link para o agendamento da entrevista de emprego.

Conforme a superintendente, também no portal da Secretaria da Retomada são informados os critérios exigidos pelo empregador, se o candidato precisa de experiência ou não e a escolaridade. “Saliento que a gente tem vagas disponíveis desde sem ensino até ensino superior. Varia muito, tem oportunidade para todas as pessoas”, afirmou,

Ela comentou ainda sobre o desempenho de Goiás na geração de emprego com carteira assinada, com base na estatística do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. Adiantou que, este ano, até março último, o saldo da criação de postos de trabalho foi positivo no Estado. Os setores que mais se destacaram foram o de prestação de serviços e agropecuária.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.