Programa de Educação Socioemocional favoreceu aprendizado dos alunos na pandemia

Atividade foi desenvolvida em 2020 e 2021 pela Secretaria da Educação em parceria com o Instituto Ayrton Sena. Principal objetivo foi tratar o emocional de professores e alunos para melhorar a aprendizagem

Além dos investimentos do Governo Estadual na melhoria física e operacional de todas as escolas do Estado, especialmente no período da pandemia, a Secretaria de Estado da Educação voltou sua atenção também para o fortalecimento socioemocional de professores e alunos em 2021 e 2021, período em que predominou a fase mais aguda da pandemia da Covid-19. Para tanto, firmou parceria com o Instituto Ayrton Senna a partir de outubro de 2020, visando a realização de lives que, no primeiro momento, envolveu todos os professores da rede estadual de ensino e, na segunda fase, também os alunos.

Em entrevista ao Jornal Brasil Central Edição da Noite na segunda-feira, 10, a gerente do Centro de Formação da Seduc, Simone de Oliveira Lemes, informou que, em cada live, havia participação de 500 a mil professores, quando recebiam informações e conteúdos motivacionais e compartilhavam suas próprias experiências. Também a assessora de Gestão Pedagógica da Secretaria da Educação, Cleide Coelho Martins, reforçou que o Programa de Educação Socioemocional foi de fundamental importância para manter professores e alunos motivados, mesmo durante a pandemia em que as aulas eram remotas, contribuindo para que o processo de aprendizagem não tivesse maiores prejuízos.

Opinião semelhante foi manifestada pela professora Lucivani Nogueira Rocha, do Centro de Ensino em Período Integral Leo Lynce, em Piracanjuba, ressaltando que a saúde emocional é decisiva, porque ajuda a impulsionar o processo de aprendizagem. “O Governo de Goiás, por meio da Secretaria da Educação, teve um olhar diferenciado para o setor educacional, com muitos benefícios para professores e alunos”, disse. Os resultados do programa desenvolvido em Goiás foram disponibilizados em e-book no site do Instituto Ayrton Senna e tem servido de exemplo para outros Estados brasileiros.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.