Programa Boa Noite Goiás abordou caso Lázaro Barbosa, suspeito de vários crimes

Sucessivos ataques a famílias e pessoas em cidades e fazendas no Distrito Federal e em Goiás levaram as forças policiais a agirem para prender o homem, considerado psicopata e muito perigoso

O ruidoso caso Lázaro Barbosa de Souza, suspeito de cometer vários crimes em Goiás e no Distrito Federal, foi abordado no Programa Boa Noite Goiás na terça-feira, 15, com as últimas informações sobre as ações policiais e comentários sobre os passos do homem que já é considerado um novo serial killer. O tema ganhou ampla repercussão na imprensa local e nacional e chama atenção pelas táticas usadas pelo suspeito para escapar da polícia.

Como já amplamente noticiado, Lázaro teria assassinado uma família de quatro pessoas no Distrito Federal, ferido outras e até trocado tiros com policiais, além de já ter um histórico de crimes cometidos no Estado da Bahia. Contudo, mesmo com o esforço de muitos policiais e uso de táticas especiais, o criminoso tem conseguido escapar se escondendo em propriedades rurais na região de Cocalzinho, em Goiás. Em uma entrevista apresentada durante o programa, o governador Ronaldo Caiado destacou a atuação da polícia goiana e disse estar convicto de que Lázaro será preso o mais rapidamente possível.

Ainda durante o programa, a questão da posse de armas pelos cidadãos foi levantada pelo apresentador Paulo Beringhs, sugerindo que houvesse opiniões contrárias e/ou favoráveis. A grande maioria dos telespectadores que enviaram mensagens se manifestou favoravelmente à posse de armas, para defesa de suas famílias e do seu patrimônio. Mesma posição foi defendida pelo jornalista e comentarista Jean Paul Lopes, convidado a participar do programa. Vale destacar que este tema foi amplamente discutido em passado recente, defendido principalmente pelo presidente Jair Bolsonaro, que acabou regularizando a posse de armas pelos cidadãos comuns, com observância de uma série de normas legais.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.