Produção de tomate deve crescer 45,1% em Goiás

Maior produtor brasileiro do fruto, o Estado deve registrar crescimento expressivo do Valor Bruto da Produção (VBP) em 2023

O primeiro levantamento feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para o ano projeta um aumento de 45,1% no Valor Bruto da Produção (VBP) do tomate em 2023 em Goiás. Em números absolutos, a produção deve atingir um VBP de R$ 6,6 bilhões, o que representa R$ 2 bilhões a mais em relação ao resultado de 2022, quando ficou em R$ 4,6 bilhões. Foi o que mostrou reportagem veiculada no O Mundo em sua Casa desta quinta-feira (23).

“Os produtores têm investido cada vez mais em tecnologia, em métodos e modelos sustentáveis de produção pensando num maior aumento da produtividade das suas lavouras”, explicou o gerente de Projetos e Inovação Agropecuária da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Leonardo Silvério. Goiás é o maior produtor de tomate do Brasil e segundo Silvério “o governo de Goiás tem contribuído diretamente com isso no incentivo de boas práticas”.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. “Esse Valor Bruto de Produção incentiva diretamente o aumento da geração de empregos, renda para o Estado, para os produtores e famílias empregadas no campo”, explica Leonardo.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.