Procon Goiás acata denúncias e intensifica fiscalização em postos de combustíveis

Órgão de defesa do consumidor apura irregularidades como aumento abusivo de preços, adulteração de bombas e qualidade duvidosa dos produtos

Mediante a formalização de reclamações e denúncias de consumidores, o Procon Goiás está intensificando a fiscalização de postos de combustíveis em Goiânia, com o objetivo de averiguar e apurar a ocorrência de irregularidades que causam prejuízos às pessoas. Em entrevista ao programa O Mundo em Sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM, o superintendente do Procon Goiás, Allen Viana, informou que a operação foi iniciada ontem e vai continuar nos próximos dias.

“A rigor desde que foram divulgados novos aumentos da gasolina e óleo diesel, na segunda quinzena de janeiro, o Procon iniciou o monitoramento dos postos para verificar ações de possíveis espertalhões que elevam os preços para além do porcentual permitido”, explicou o dirigente do Procon. Conforme disse, o trabalho dos fiscais é realizado com todo cuidado, dentro da legalidade, porém com firmeza e eficácia, sendo que na constatação de qualquer irregularidade, o Procon aplica os autos de infração com destemor.

Allen Viana também estimulou os consumidores a fazerem denúncias, por meio do telefone 151, sempre que perceberem qualquer anomalia em relação a preços, medidas e qualidade do produto. Basta ligar, indicar o posto e sua localização e os fiscais vão agir para averiguar o que está ocorrendo. Segundo o superintendente, no primeiro dia de fiscalização (iniciada na quarta-feira, 17) não houve constatação de superfaturamento de preços. Contudo, houve constatação de oferta de óleo de motor com data de validade vencida.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.