Presidente diz que o Detran-GO prioriza reduzir custo e melhorar serviço

Com a política adotada, o órgão gerou uma economia de R$ 180 milhões para o contribuinte e facilitou o serviço implementando a plataforma digital

A política implementada pelo Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) no atual governo priorizou a diminuição das taxas e serviços, a implementação de serviços digitais e a melhoria do atendimento, para facilitar a vida do cidadão. Assim resumiu o presidente do Detran-GO, Marcos Roberto Silva, em entrevista ao TBC 1 da TV Brasil Central, a política que passou a vigorar desde o ano passado no Estado. Em levantamento, verificou-se que a redução de custos e taxas do Detran resultou numa economia de mais de R$ 180 milhões para o contribuinte goiano.

“As medidas foram introduzidas pelo governador Ronaldo Caiado no início da gestão, determinando que realizássemos estudos e visualizássemos taxas ou valores que poderiam ser reduzidos. Nessas medidas, a gente reduziu a taxa de vistoria de R$ 175,00 para R$ 108,00, tiramos também a taxa de registro de contrato, a cobrança da 2ª via do CRLV eletrônico, e, a partir de janeiro, estamos preparados para implantar também o CRV, o recibo eletrônico”, mais em conta, observou.

“Da mesma forma, as novas placas, que antes custavam R$ 190,00 e agora sai por R$ 120,00”, disse Marcos Roberto, acrescentando que o órgão está tomando medidas que não onerem o bolso do cidadão e para isso tem contado com todas as esferas do governo. “Trabalhamos pensando que o cidadão é o nosso principal objetivo”, assinalou.

E o dinheiro?

Para onde ia esse dinheiro que está sendo economizado e agora vai para a economia do contribuinte? Segundo Marcos, a maior parte desse dinheiro ia para empresas que tinham serviços no Detran. “Fizemos um reestudo. Quando entramos no governo, a determinação era a de que cada contrato tivesse a redução mínima de 20%. Teve contrato que conseguimos até 40% de redução. Isso é temática deste governo e para o futuro também. Estamos investindo em tecnologia e daqui a pouco a transferência do veículo será totalmente eletrônica, assim como a renovação da CNH, bastando apenas marcar previamente o exame médico. Não vai ter espera para fazer o serviço. O atendimento do Detran será agilizado e facilitado para o cidadão”, afirmou.

Ele informou que a frota goiana de veículos hoje é de 4 milhões, só neste ano houve mais de 400 mil processos de novas CNH e isso tudo faz com que o Detran-GO melhore. “Fizemos mais de 2 milhões de atendimentos nesse período de pandemia. Colocamos o atendimento em libras, assim como o laudo médico a pessoa obtém pelo site do Detran. Estamos evitando que as pessoas se aborreçam com aquele atendimento demorado”, explicou.

Falou também da redução da multa sobre o IPVA atrasado, já aprovado pela Assembleia Legislativa. “No primeiro ano do governo de Ronaldo Caiado foi reduzida para 50% e agora reduziu a multa para 20% sobre o valor do IPVA. Vamos adequando, até porque temos a Lei de Responsabilidade Fiscal e não tem como abdicarmos de todas as taxas, mas tem como a gente estudar e fazer medidas benéficas ao cidadão”, finalizou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.