Prefeitos do Entorno do DF buscam apoio administrativo e ajuda para combater Covid-19

Gestores municipais intensificam tratativas com o Governo do Estado em busca de soluções para os múltiplos problemas da região que abriga mais de 1 milhão de habitantes

Os prefeitos da Região do Entorno do Distrito Federal estão mobilizados e unidos em busca de maior aproximação e apoio do Governo do Estado com o objetivo de enfrentar os problemas e viabilizar as administrações municipais, especialmente pela geração de emprego e renda e melhoria dos serviços públicos. Também reivindicam apoio efetivo para enfrentar a Covid-19, já que muitas cidades da região foram classificadas pela Secretaria de Estado da Saúde como situação de calamidade.

O relato da real situação dos municípios, bem como as ações, ideias e propostas foram apresentadas por quatro gestores de cidades do Entorno no programa Boa Noite Goiás Especial, apresentado pelo jornalista Paulo Beringhs na noite de segunda-feira, 22. Participaram os prefeitos de Novo Gama, Carlinhos do Mangão; de Valparaíso, Pábio Mossoró; de Padre Bernardo, Joseleide Lázaro e de Santo Antônio do Descoberto, Aleandro Caldato.

Eles foram unânimes em afirmar que a região foi durante muitos anos esquecida pelos governantes, situação que começa a ser revertida no governo de Ronaldo Caiado. “Hoje já sentimos maior presença do Governo Estadual na região, principalmente pela regionalização dos serviços públicos e estímulo aos consórcios de transporte e de educação”, disse o prefeito Aleandro Caldato de Santo Antônio do Descoberto. Contudo, eles reforçaram que precisam de apoio administrativo para ampliar os serviços de transporte, saneamento básico, saúde, educação e infraestrutura.

“Sem ajuda do Governo Estadual, do Governo do Distrito Federal e do Governo Federal não vamos conseguir avançar”, afirmou o prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró, reforçando que as cidades do Entorno são dormitórios e que a maior parte da população trabalha no Distrito Federal. O prefeito de Padre Bernardo, Joseleide Lázaro, afirmou que presença do Governo do Estado nos municípios do Entorno já é percebida pela população. “Nossa expectativa é ter mais apoio do Estado em áreas prioritárias, para avançar mais”, obervou. Os gestores municipais revelaram também que têm contado com apoio dos parlamentares goianos que representam seus municípios, na obtenção de benefícios junto ao Governo Federal.

Combate à Covid-19

Outra questão que preocupa muito no momento é o avanço da Covid-19, inclusive porque muitos municípios da região enfrentam situação de calamidade. “Vivemos no Entorno uma situação atípica e de muita dificuldade, porque seguimos as normas técnicas da Secretaria de Saúde de Goiás, mas Brasília adota outras medidas. Como 50% da nossa população trabalha em Brasília, essas pessoas vão e voltam todos os dias, o que torna quase impossível adotar medidas mais severas de isolamento social, lockdown, fechamento de atividades econômicas e outras”, explicou o prefeito de Novo Gama, Carlinhos do Mangão.

Ainda durante o programa, os prefeitos anunciaram a realização de reunião nesta terça-feira com o secretário da Saúde, Ismael Alexandrino, com o objetivo de buscar apoio para discussão junto ao Governo do Distrito Federal visando a tomada de decisões conjuntas como forma de reduzir os índices de contaminação e transmissão da Covid na região. Eles também anunciaram a realização de eleições, nesta terça-feira, para a diretoria da Associação de Municípios Adjacentes a Brasília (AMAB), que reúne 29 municípios de Goiás e quatro de Minas Gerais, entidade que fortalece a luta dos prefeitos em busca de ajuda administrativa do Estado e do Governo Federal.

Ao final, os quatro participantes foram unânimes em dirigir apelo às populações dos seus municípios no sentido de que tenham consciência e adotem os cuidados sanitários recomendados para barrar o avanço da Covid. “Não resolve o Estado e os municípios adotarem medidas sanitárias, criarem novos leitos de UTI e disponibilizarem equipes médicas se a população não fizer sua parte, que é manter o isolamento tanto quanto possível, evitar aglomerações, usar máscaras, higienizar mãos e seguir os demais protocolos de saúde recomendados”, enfatizou o prefeito de Santo Antônio do Descoberto, Aleandro Caldato.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.