Preço da carne bovina segue em alta e consumo tem queda próxima de 50%

Com elevação de 35,22% nos preços da carne bovina ao longo de 2020 e mais 17% previstos para este ano, os consumidores estão deixando de comprar o produto, substituindo por proteína animal mais barata como ovo e frango que, embora tenham registrado aumentos também, ainda são mais acessíveis. O tema foi tratado no Jornal Brasil Central Edição da Noite de quarta-feira, 29, ocasião em que os consumidores relataram como estão fazendo para driblar os preços altos. O presidente do Sindiaçougues, Sílvio Carlos, disse que desde o fim de 2019, quando a carne bovina começou a ter altas frequentes, até agora, a queda nas vendas chega a aproximadamente 50%. A perda de empregos e salários ao longo da pandemia também contribuem para o agravamento da situação. Conforme disse, as pessoas têm optado por cortes bovinos mais baratos, frango e carne suína.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.