Polícia Civil indicia quatro pessoas pelos incêndios na Chapada dos Veadeiros

A Polícia Civil concluiu os inquéritos que buscavam identificar os responsáveis pelos incêndios que devastaram a Chapada dos Veadeiros em setembro último. De acordo com o delegado regional de Formosa, José Antônio Sena, foram indiciadas duas pessoas por crime doloso e outras duas pelo delito de maneira culposa. A delegada da Alto Paraíso, Bárbara Buttini, destacou que o incêndio de 2021 foi muito diferente do ocorrido em 2017, porque teve vários focos resultantes de diferentes causas. Foram instaurados cinco inquêritos e realizadas teve três investigações que, concluídas, resultaram em quatro indiciados. Ela explicou que o crime culposo é quando a pessoa não tem a intenção de causar o resultado, e deriva de conduta imprudente, negligente ou imperita. Neste caso, derivou de uma conduta imprudente, porque a pessoa manuseou máquina de construção que causou incêndio em dois condomínios de Alto Paraíso. Já a conduta dolosa acontece quando há a intenção de produzir esse resultado. De acordo com a delegada, uma pessoa provocou um incêndio na estrada vicinal de São Jorge, e outra o fez na fazenda Cascata, que queimou cerca de 14 mil hectares, cerca da metade da área total atingida pelo fogo na Chapada dos Veadeiros este ano.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.