Fapeg e Sedi ressaltam pesquisa, inovação e desenvolvimento para o avanço do estado

Governo de Goiás apoia programas e projetos de investigação científica e tecnológica em busca de soluções inovadoras que promovam o desenvolvimento econômico e social do Estado

Os avanços registrados por Goiás nas áreas de ciência e tecnologia e também nos projetos de pesquisa, e sua importância para acelerar o desenvolvimento econômico, foram abordados pelo secretário de Desenvolvimento e Inovação do Estado, Márcio César Pereira, e pelo presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de Goiás (Fapeg), Robson Domingos Pereira, no programa Boa Noite Goiás na noite de terça-feira, 4. São inúmeras iniciativas, coordenadas pela Secretaria e pela Fundação, em parceria com universidades e empresas, permeando todos os setores econômicos e sociais do Estado.

O secretário Márcio Pereira enfatizou que Goiás vai galgando posições no ranking da inovação, a partir da ampliação dos investimentos em pesquisa e apoio aos projetos de investigação científica e tecnológica. Esse avanço ficou evidente na edição de 2020 do Projeto Centelha, coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, em que Goiás ficou em terceiro lugar, com mais de mil projetos apresentados. Esse programa visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura do empreendedorismo no Brasil.

Abrangência

O presidente da Fapeg, Robson Vieira, destacou as pesquisas e ações desenvolvidas nas áreas de educação e agronegócio. Ele citou o exemplo da automação para a correção das redações do Enem, que permite inclusive acompanhar e avaliar o desempenho do aluno. Também lembrou as iniciativas de aplicação tecnológica no agronegócio, em Rio Verde, com o programa de treinamento de estudantes e profissionais da agronomia para o uso de tecnologias-chaves, como operação de drones, processamento de imagens e uso de inteligência artificial, com o objetivo de promover o avanço do agronegócio.

Ainda nesta área, os entrevistados lembraram a utilização, em caráter experimental, da tecnologia 5G em atividades do agronegócio em Rio Verde. Conforme Márcio Pereira, a tecnologia 5G, a ser implementada no Brasil, vai mudar todos os paradigmas de comunicação, processamento e envio de dados, com alta velocidade e precisão, o que significa ganhos relevantes em todas as atividades humanas. Na área da Tecnologia da Informação, o secretário destacou o Portal Expresso do Governo de Goiás (www.go.gov.br), que reúne mais de 50 serviços digitais que facilitam a vida dos cidadãos.

No campo da saúde, o presidente da Fapeg discorreu sobre o projeto de sequenciamento do genoma do coronavírus, desenvolvimento em parceria com pesquisadores e professores da Universidade Federal de Goiás, Universidade Católica e Instituto Federal Goiano, pelo qual foram sequenciadas três variantes do vírus. A iniciativa visa contribuir para a adoção de medidas de enfrentamento ao problema.

O secretário Márcio Pereira destacou também a realização das edições da Campus Party em Goiás, sendo que o primeiro evento realizado em 2019 foi presencial e em 2020, virtual. Conforme explicou, a Campus Party é o mais importante festival de inovação, criatividade, ciência e entretenimento do mundo, voltado principalmente para jovens de 18 a 25 anos. O objetivo é criar grupos de pessoas para a troca de ideias inovadoras, utilizando seus talentos, na busca de soluções capazes de melhorar a vida de todos. Nas duas edições realizadas, Goiás teve participação destacada com projetos inovadores que podem ser utilizados pelas empresas.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.