MP-GO espera que aumento do IPTU em Goiânia não extrapole 10%

Durante entrevista ao Boa Noite Goiás desta terça-feira (8), o procurador geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, comentou sobre decisão da justiça para o aumento do imposto na capital, que deve ocorrer nesta quarta-feira 

O apresentador Paulo Beringhs recebeu ao vivo nos estúdios da TV Brasil Central o procurador geral de justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, para o Boa Noite Goiás desta quinta-feira (8). A conversa começou com algumas homenagens dos dois pelo dia da mulher. O procurador lamentou os altos índices de feminicídio e violência contra as mulheres em todo o país. Neste 8 de março, ele comemorou 3 anos à frente do Órgão e comentou sobre os avanços da modernização da instituição. "O cidadão pode formalizar qualquer denúncia ao Ministério Público pelo computador ou pelo celular. Ele receberá um comprovante para que possa acompanhar o andamento", detalhou.

O procurador também comentou sobre o reajuste para os servidores públicos do Estado de Goiás, anunciado nesta quinta-feira pelo governador Ronaldo Caiado. "A remessa do projeto de lei que fixa a data-base é exclusiva do chefe do poder executivo. Ele encaminha o projeto e, estabelecido este limite, os demais poderes e órgãos autônomos vão se valer dele para aplicar aos seus servidores a revisão geral anual", explicou.

Questionado pelo apresentador Paulo Beringhs sobre a expectativa para a decisão da justiça sobre o aumento do IPTU em Goiânia, que deve ser julgada nesta quarta-feira, Vechi acredita que haverá uma redução do proposto pela prefeitura. "Sabemos da importância do imposto predial e territorial urbano para manutenção dos serviços do município. A arrecadação é importante, mas dentro de determinados limites que não surpreendam o cidadão, como me parece que aconteceu nesse caso. Nossa intervenção foi no sentido de se fixar um limite de 10% e não de 45%". O Boa Noite Goiás é exibido às terças, quartas e quintas-feiras, às 19h30. O conteúdo também está disponível no canal do YouTube da TV Brasil Central.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.