Modernização da economia goiana e reestruturação do Ipasgo foram temas do Boa Noite Goiás

Adriano Rocha Lima, secretário-geral da Governadoria, discorreu sobre logística e tecnologia como forma de alavancar a economia de Goiás. Hélio Lopes, presidente do Ipasgo, mostrou resultados positivos alcançados pelo Instituto

Os projetos e medidas implementados pelo Governo de Goiás para modernizar e alavancar a economia de Goiás, bem como outras ações administrativas que visam a melhoria da vida dos goianos, foram destacadas pelo secretário-geral da Governadoria, Adriano Rocha Lima durante entrevista ao programa Boa Noite Goiás na terça-feira, 2. Na mesma oportunidade, o presidente do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo), Hélio José Lopes, discorreu sobre as medidas administrativas e operacionais implementadas no Instituto, que resultaram na sua recuperação e garantia de atendimento aos segurados e seus familiares.

Adriano Rocha Lima destacou pontos relevantes da gestão do governador Ronaldo Caiado para modernizar e colocar a economia de Goiás em patamares mais elevados, como a consolidação de Anápolis como o maior centro de logística da América Latina. Para isso, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação, em parceria com o Ministério da Infraestrutura, assinou protocolo de intenções para criação do Centro de Excelência em Transportes, que ficará no Centro de Convenções de Anápolis, onde serão desenvolvidas e testadas todas as tecnologias ferroviárias e outros modais de transporte.

A meta, conforme o secretário, é incrementar a capacidade logística do município, com integração dos modais ferroviário, rodoviário e aéreo, com utilização da infraestrutura já instalada, como as rodovias federais e estaduais, as ferrovias Norte-Sul e Centro-Atlântica, o aeroporto de cargas e a plataforma logística. Destacou a importância do polo farmacêutico já consolidado e os investimentos em andamento pelos Correios na implantação de uma base de distribuição com abrangência nacional. “Com essas medidas, Anápolis vai se consolidar como centro de referência em logística na América do Sul, assemelhando-se à cidade de Memphis, nos Estados Unidos”, afirmou Rocha Lima.

Outras medidas apontadas pelo secretário como fundamentais ao avanço da economia são os investimentos ferroviários a serem feitos no Porto de São Simão, cujas obras devem ser lançadas na próxima quinta-feira, 4. Também citou a criação do Centro de Excelência e Inteligência Artificial (CEIA), já em funcionamento, classificado pela Nvidia, empresa líder mundial na fabricação de equipamentos para processamento de inteligência, em primeiro lugar no Brasil como estrutura tecnológica para o desenvolvimento de pesquisas de ponta, inserindo Goiás na fronteira tecnológica. Também lembrou a implementação da tecnologia 5G para uso dos produtores rurais em Rio Verde, por enquanto a única cidade brasileira a usar essa ferramenta antes mesmo da realização do leilão 5G no Brasil.

Um novo Ipasgo

O presidente do Ipasgo, Hélio José Lopes, assegurou que o Instituto vive um novo momento e está plenamente recuperado, após passar por reestruturação financeira, organizacional e operacional. “O Ipasgo está saneado, com as contas em dia e, mais importante, garantindo o atendimento dos segurados e seus familiares”, disse Hélio Lopes. Ele explicou também que nos últimos dois anos o Instituto passou por quatro processos judiciais e aguarda o desfecho dessas ações que podem resultar no retorno de R$ 60 milhões aos cofres da instituição.

Hélio Lopes destacou também a descentralização dos serviços. Informou que o Ipasgo tem 187 mil segurados na Região Metropolitana de Goiânia e 442 mil no interior. Para o atendimento médico e odontológico, tem contrato com 183 unidades de atendimento, das quais 103 ficam em Goiânia. “É determinação do governador Ronaldo Caiado que os serviços sejam descentralizados e estamos empenhados nisso”, asseverou. Ele citou também a ampliação dos atendimentos por meio das unidades Ipasgo Clínicas, destacando a unidade de Campinas que em apenas um mês atendeu mais de mil pessoas nas áreas de psiquiatria e psicologia. Conforme o presidente, outras 13 cidades serão beneficiadas com essas estruturas.

Ainda durante o Boa Noite Goiás, Adriano Rocha Lima e Hélio Lopes abordaram diversas ações administrativas, como a futura implantação do Hospital do Câncer de Goiás, a ser construído em área cedida pelo Ministério da Agricultura/Embrapa às margens da BR-153 em Goiânia; realização de hemodiálise pela policlínica de Posse (Nordeste goiano); credenciamento de novos profissionais de medicina e odontologia pelo Ipasgo; consórcio de Goiás com outros Estados para compra de vacinas contra Covid-19 e avanço da pandemia do novo coronavírus e crescimento da demanda. Outro tema debatido foi a intenção manifestada pelo governador Ibaneis Rocha, do Distrito Federal, de fechar as divisas com Goiás para não receber pacientes que buscam tratamento da Covid-19 no DF. Entrevistados, telespectadores e moradores do Entorno foram unânimes em condenar a medida.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.