Mesmo cancelado na maior parte do país, feriado de carnaval preocupa na pandemia

Médica infectologista, Cássia Godoy disse ao radiojornal O Mundo Em Sua Casa que medidas contra o coronavírus não devem ser negligenciadas

Mesmo com o cancelamento de pontos facultativos e das principais festas de carnaval deste ano em boa parte do país, cresce o temor entre profissionais de saúde de que ainda assim haja aglomerações durante o feriado. É que o governo federal não aderiu à medida de vetar as folgas, assim como muitas prefeituras.

Com isso, a expectativa de haver festas clandestinas e destinos turísticos recebendo muita gente tem alertado autoridades, médicos, pesquisadores e demais profissionais que lidam diretamente no combate à pandemia. Para comentar o assunto, o radiojornal O Mundo Em Sua Casa desta sexta-feira, 12, contou com a participação da médica infectologista e professora da PUC Cássia Godoy.

Segundo ela, o início da vacinação pode gerar uma expectativa enganosa com relação ao quadro atual da pandemia, que continua grave e com casos de contaminação e mortes em elevação. “Praticamente nada mudou. Temos a doença em expansão e não se tem uma cobertura vacinal ainda. Então, nada está seguro e precisamos manter as medidas de distanciamento social, proteção por máscara e higienização das mãos”, comentou a médica.

ABC Digital

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.