Lojistas pedem reabertura do comércio em 1º de junho na capital

Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Goiânia informou à TV Brasil Central que o pedido será analisado por comitê da prefeitura

Agenor Braga, conselheiro da CDL, e o repórter Ítalo Yuri, em participação ao vivo no TBC 1

A Fecomércio, Acieg, Codese e CDL solicitaram ao prefeito Iris Rezende a reabertura das lojas em Goiânia a partir do próximo dia 1º de junho. A avaliação dos empresários lojistas é de que é possível reabrir o comércio tomando medidas de precaução preconizadas pelos órgãos de saúde.

A solicitação foi pauta do telejornal TBC 1 da TV Brasil Central nesta sexta-feira, 22. O repórter Ítalo Yuri conversou com Agenor Braga, conselheiro da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia, sobre o documento com 10 medidas entregue à prefeitura. 

“Nossa ideia é organizar para reabrir. Porque hoje o que está acontecendo é que os pequenos empresários, de bairros, estão reabrindo por absoluta necessidade e se abrir de forma desorganizada vai piorar a situação”, disse o dirigente da CDL.

A produção do TBC 1 recebeu resposta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec) sobre a solicitação. Segundo o órgão, a solicitação das entidades representantes dos lojistas integra os diversos outros pedidos semelhantes que recebe semanalmente de vários setores empresariais da cidade e que todos são encaminhados ao comitê da prefeitura que avalia a possibilidade de atender ou não à solicitação segundo critérios de saúde pública.

Confira a entrevista na íntegra:

ABC Digital