Literariamente - Livreiros goianienses dão dicas de quadrinhos para esses dias de recolhimento

Quadrinhos: a sutil forma de contar histórias por imagens

Dando prosseguimento ao convite feito para que livreiros de Goiânia possam dar dicas de leitura para estes dias de isolamento, convidamos o pessoal da Madrake Comic Shop para apresentarem aquelas que seriam as escolhas acertadas para o momento. Afinal, guardadas as semelhanças, ficar resguardado em casa durante todo esse tempo nos faz imaginar como náufragos perdidos em algum atol desconhecido. 

E foi justamente essa a pergunta que fizemos para eles: “Quais HQ´s vocês levariam para uma ilha deserta?” 

Quem nos responde é Victor Faina, proprietário e especialista no tema:

Do Inferno, de Alan Moore

Quem conhece um pouco sobre quadrinhos, já ouviu falar de Alan Moore. Autor muito renomado e dono de vários clássicos dentro dos quadrinhos, esta é uma de suas grandes obras. Do inferno chegou a virar um filme – com Johnny Deep - e conta a história do assassino serial Jack, o estripador. O quadrinho permite especular sobre as motivações e a identidade de Jack, enquanto isso Alan Moore mergulha de cabeça na Inglaterra Vitoriana para escrever esta obra que é magnifica. Do Inferno é uma história em quadrinho bem extensa, para poder ler durante sua estadia na ilha, afinal terá tempo de sobra.

Solitário, de Cristophe Chabouté

Se realmente estiver isolado em uma ilha ou sozinho em casa por um tempo, esta obra pode ser um retrato bem real, onde o protagonista vive em um farol e só tem sua imaginação como companhia. É o terceiro best seller do autor em terras brasileiras, ele que já havia lançado por aqui as badaladas “Moby Dick” e “Um Pedaço de Madeira e Aço”.

Reproduções das capas dos livros citados no texto

Tintim – A Ilha Negra, de Hergé 

Tintim é um dos clássicos dos quadrinhos, criado por Hergé – considerado o “Walt Disney europeu” – que influenciou toda uma geração de quadrinistas. Criado em 1929, Titim, um jovem repórter belga, é seu personagem mais conhecido. Esta história, recheada de ação e mistérios, foi a sétima aventura publicada dele, mas ainda tem com uma linguagem muito atual.

Invasão – Chega de Segredos! De Keith Giffen e Bill Mantlo

Se a Marvel tem Thanos, a DC Comics tem vários alienígenas que ameaçam os heróis. Tivessem feito uma adaptação para o cinema deste quadrinho (sim, Liga da Justiça, estamos falando de você!), poderia muito bem bater de frente com o grande arrasa-quarteirão cinematográfico da rival, Os Vingadores. 

Uma ameaça intergaláctica chega no Oriente da Terra e se alastra para o mundo inteiro – igual aquele vírus que... vocês sabem do que estou falando – então cada herói em que batalhar para vencer esses aliens em vários locais da Terra. 

A Nova Ilha do Tesouro, de Osama Tezuka 

Osama Tezuka é o mestre, o pai do Mangá, e não poderia de deixar de indicar um integrante deste estilo japonês tão querido entre os amantes de quadrinho. Aqui, ao contrário do que o título sugere, o autor não faz uma releitura da história clássica de Robert Louis Stevenson, de 1881, tendo apenas alguns pontos em comum, como ilhas, tesouros, e claro, piratas. A ação começa quando uma criança embarca em uma aventura atrás de um tesouro após achar um mapa nas coisas do pai.

Texto: Cristiano Deveras/ABC Digital