Ipasgo lança projeto pioneiro de identificação biométrica de bebês

O Bebê Ipasgo é pioneiro no país e busca evitar casos de troca, roubo e adoção ilegal de recém-nascidos nas maternidades goianas

O Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) lançou nesta quinta-feira, 12, um projeto que faz a certificação biométrica de recém-nascidos. Por ele, os pais passam a ter mais segurança de que seus filhos não correrão riscos de troca indevida ou episódios mais graves, como roubo, tráfico e adoção ilegal de bebês.

O projeto conta com parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e Tribunal de Justiça de Goiás. Ao nascer, na própria maternidade, a criança é identificada por biometria junto com a mãe, recebe a Certidão de Nascimento e ainda o cartão do Ipasgo. O projeto é pioneiro no Brasil e já conta com 29 famílias cadastradas. A meta é chegar a 50 bebês identificados digitalmente ainda neste ano.

Para falar sobre o projeto, o telejornal TBC2 desta quinta-feira, 12, recebeu em estúdio a gerente de Ação Preventiva do Ipasgo, Symone Vitoriano. Ela conversou com o apresentador Guilherme Rigonato e disse que todo o processo é concluído em 36 horas na própria maternidade. A gerente informou ainda que o governo estadual levará em breve o projeto a toda a rede pública de saúde de Goiás.

Confira a entrevista completa:

 ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.