Ipasgo está credenciando médicos, odontólogos e terapeutas complementares

Presidente do Instituto disse à RBC que são três os editais de chamamento público; profissionais devem se credenciar até 9 de abril e depois será a vez de hospitais e clínicas

O Ipasgo lançou, no início do ano, três editais de chamamento público para o credenciamento de médicos, odontólogos e terapeutas complementares. Os documentos estão disponíveis no site www.ipasgo.go.gov.br,na aba Editais. Os interessados dessas áreas, pessoas físicas, poderão solicitar o credenciamento junto ao Instituto até o dia 9 de abril próximo. Depois, será a vez das pessoas jurídicas, como hospitais e clínicas.

A informação é do presidente do Ipasgo, Hélio Lopes, que participou do radiojornal O Mundo em sua Casa desta segunda-feira, 08/02. O radiojornal é transmitido diariemente pelas rádios Brasil Central AM e RBC FM. Ele explicou que em 2017 o Instituto havia lançado um edital, mas era único e envolvia as terapias complementares, odontologia e medicina. Disse que, devido a “uma certa insatisfação” por parte da área odontológica, o edital foi judicializado. E até hoje tem um ação civil pública em curso.

Conforme Hélio Lopes, quando assumiu a presidência do Ipasgo, decidiu revogar esse edital e publicar três novos, em parceria e com a anuência do Ministério Público. Todos eles estão no site do Ipasgo: o 001/2021, voltado à área da medicina; o 002/2021, para odontologia; e o 003/2021, voltado a profissionais de terapias complementares, como nutrição, terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia e psicologia.

Regularização

Hélio Lopes informou que o Ipasgo possui uma grande rede credenciada. Entretanto, o último credenciamento no Instituto que prevaleceu é de 2012. Esclareceu que todos os prestadores, embora estejam recebendo (o pagamento) regularmente e em dia, estão com os contratos vencidos. Isso porque os contratos decorrentes de edital têm prazo de validade de 60 meses, ou seja, de cinco anos.

Por isso, apontou, a decisão de regularizar a situação, de forma que, quando houver alguma reclamação dos usuários quanto ao prestador de serviço, seja possível estabelecer um processo administrativo disciplinar. “Essa é a oportunidade que estamos abrindo, para que todas as pessoas físicas e jurídicas, dentro dos 246 municípios e que queiram prestar serviço ao Ipasgo, possam fazê-lo nesse momento”, destacou.

Acrescentou que a intenção é aumentar o número de prestadores credenciados nas cidades do interior, pois atualmente eles estão concentrados na Região Metropolitana de Goiânia.

Hélio Lopes falou também sobre o projeto Ipasgo Clínicas, que visa descentralizar o atendimento do Instituto no Estado. Destacou que este “é o grande sonho do governador Ronaldo Caiado”.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.