Infectologista alerta para risco da Covid-19 após festas de fim de ano

Pessoas que participaram de comemorações e aglomerações devem manter isolamento e ficar atentas para os sintomas da Covid-19

O médico infectologista Boaventura Braz de Queiroz chama a atenção para a possibilidade de aumento dos casos de Covid-19 após as pessoas participarem de festas de fim de ano, principalmente se descumpriram as regras de afastamento social e uso obrigatório de máscara de forma continuada. Ele fez o alerta durante entrevista às rádios Brasil Central AM e RBC FM no programa O Mundo em Sua Casa.

Boaventura observou que muitas pessoas da faixa etária dos 20 aos 40 anos que participaram de festas e aglomerações podem ter contraído o vírus e, mesmo não apresentando sintomas, transmitir para familiares mais idosos. “É fundamental que essas pessoas mantenham isolamento tanto quanto possível principalmente nos três primeiros dias, e fiquem atentos a sintomas como febre, dor no corpo e tosse no período subsequente”, explicou. O médico afirmou também que é normal as pessoas mais novas terem sintomas, mas não há evolução da Covid. É como se fosse uma gripe mesmo. O problema é quando elas transmitem o vírus para o pai, a mãe, avós e outras pessoas.

O infectologista falou ainda sobre a prática comum de realização de testes antes de viagens e visitas aos familiares. Segundo ele, isso é importante e pode evitar transmissão da Covid. Contudo, a pessoa faz o teste, está sem o vírus, mas em seguida participa de aglomerações com desconhecidos e, neste contato, podem se contaminar. Ele finaliza dizendo que neste momento é preciso todo cuidado e atenção para evitar o aumento do número de casos.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.