Importância, apoio e avanços da agricultura familiar foram temas do Boa Noite Goiás

Secretário Agricultura, Tiago Mendonça, e presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, falaram sobre programas governamentais de apoio aos pequenos produtores e destacaram o novo perfil da agricultura familiar

A importância econômica do segmento produtivo rural em Goiás, com foco especial na agricultura familiar, que tem consolidado grandes avanços em produção, produtividade, valor e comercialização de produtos, foram temas abordados na quinta-feira, 22, no programa Boa Noite Goiás pelo secretário Estadual da Agricultura, Tiago Mendonça, e pelo presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende. Ambas as autoridades do Governo Estadual enfatizaram o apoio irrestrito do governador Ronaldo Caiado ao setor produtivo rural, em especial aos pequenos produtores, com programas capazes de fortalecer a agricultura familiar em todo o Estado.

O secretário Tiago Mendonça citou dois programas fundamentais que estão assegurando grande impulso à agricultura familiar, que são o Programa da Mandioca para produção de cerveja, operacionalizado em parceria com a AmBev, e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Estadual), que garante a compra de alimentos produzidos pelos pequenos produtores para distribuição a entidades filantrópicas por meio da OVG. “Somente no PAA, que é implementado pela Seapa e Emater, já temos mais de 800 pequenos produtores participantes em mais de 90 municípios”, afirmou o secretário. Quanto ao Programa da Mandioca, a previsão inicial era a venda de 200 toneladas do produto à AmBev, mas esse número já saltou para 1.200 toneladas, com preços bem atrativos para os produtores.

O presidente da Emater, Pedro Leonardo, destacou a abrangência do PAA em dois aspectos fundamentais. Um deles, a garantia de compra dos produtos, ressaltando que a comercialização era um grande gargalo enfrentado pelos pequenos produtores. O outro ponto é a vertente social, concretizada pela OVG, que repassa esses produtos aos CRAS e a entidades filantrópicas cadastradas, resolvendo o problema social de pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade alimentar. Mais ainda: com o PAA, os pequenos produtores podem planejar melhor as suas atividades, porque têm a garantira de comercialização.

Nova sede da Emater

O Dia da Agricultura Familiar é comemorado em 24 de julho, assim como em 25 do mesmo mês comemora-se o Dia Internacional da Agricultura Familiar. Para marcar as datas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Emater-Goiás, está realizando a Semana da Agricultura Familiar. A programação é realizada on line pelo canal da Emater no YouTube, com palestras técnicas e repasse de informações sobre processos produtivos, comercialização e mercado, com apoio da Agrodefesa, Senar-Goiás, Sebrae-Goiás e Ceasa-Goiás. As atividades continuam até sábado, 25.

Também consta da programação, neste caso presencial, a inauguração da nova sede da Emater-Goiás (que se realiza na manhã de hoje, 23, em cerimônia presidida pelo governador Ronaldo Caiado). A unidade fica na região do Campus II da Universidade Federal de Goiás, obra que tem cerca de 4 mil metros quadrados de área construída e exigiu investimentos de R$ 22 milhões, recursos provenientes da venda de imóveis próprios da Emater. Conforme Pedro Leonardo, a Emater ganha uma estrutura compatível com a importância dos serviços que executa nas áreas de pesquisa (desenvolvimento e validação de novas tecnologias), extensão rural e assistência técnica, atividades voltadas aos pequenos produtores, um segmento que depende muito do apoio do poder público para se desenvolver e contribuir para o crescimento econômico do Estado.

Ao longo do programa, muitos outros pontos relevantes foram abordados pelos representantes do setor público agrícola, tais como a grandeza da produção goiana, sua prevalência nas exportações, participação na formação do Produto Interno Bruto, geração de emprego e renda e pilar da economia de Goiás. Também responderam a muitos questionamentos de telespectadores e esclareceram aspectos importantes, tais como o acesso dos produtores ao PAA e ao Programa da Mandioca.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.