HGG realiza primeiro transplante de fígado de 2022

Desde que iniciou o serviço em 2018, já foram 32 procedimentos deste tipo realizados na Unidade de Saúde

Nesta semana, o Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG) realizou o primeiro transplante de fígado de 2022, conforme reportagem exibida no Jornal Brasil Central Edição da Noite desta quinta-feira (3). A unidade de saúde já fez 32 procedimentos de saúde do tipo desde 2018, quando iniciou o serviço. A paciente que recebeu o fígado é uma mulher de Anápolis de 54 anos de idade. Foram cerca de sete horas de cirurgia. A paciente passa bem e está se recuperando na UTI do hospital.

De acordo com o médico-chefe do Serviço de Transplante de Fígado do HGG, Claudemiro Quireze Júnior, o hospital tem se especializado e hoje conta com tecnologia e pessoal altamente capacitado para este tipo de transplante. Claudemiro destacou que o serviço do HGG é uma referência. “Nós somos a única equipe que faz transplante hepático e nosso ambulatório recebe pacientes de todo o Estado”, afirmou.

Rythyelle Nayara Cavalcante passou pelo procedimento em 2020. Foram dois anos convivendo com a cirrose hepática e outros seis meses aguardando pelo transplante. Hoje, ela diz viver uma vida normal. “Para mim foi uma bênção”, declarou. Além do fígado, o HGG realiza transplantes de rins, córneas e medula óssea. A decisão sobre a doação de órgãos é de responsabilidade da família do doador, que geralmente atende o desejo do paciente manifestado em vida.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.