Governo Estadual disponibiliza recursos em condições especiais para estimular economia

Linhas de crédito são ofertadas pela GoiásFomento, inclusive sem taxa de juro. Os recursos podem ser tomados por microempreendedores individuais, autônomos e microempresas de todos os setores produtivos

Em razão do agravamento da situação econômica, especialmente por causa da pandemia da Covid-19, o Governo de Goiás ampliou a oferta de crédito e facilitou os procedimentos como forma de garantir a recuperação e o fortalecimento das atividades em todos os segmentos produtivos. O principal instrumento são as linhas de crédito operacionalizadas pela Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento), que são destinadas a trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais e empresas de pequeno e médio porte.

Entrevistado no programa Boa Noite Goiás na quinta-feira, 29, o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, discorreu de forma detalhada sobre cada uma das modalidades de crédito, por meio das quais podem ser liberados recursos que vão de R$ 3 mil a R$ 2 milhões, considerando-se as características dos tomadores e dos empreendimentos. No momento, o principal destaque é o Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame), que libera valores que vão de R$ 3 mil a R$ 50 mil, no caso do setor de turismo, com taxa de juro zero. Outras modalidades são os recursos do Mais Crédito e do Goiás Empreendedor.

O dirigente da GoiásFomento observou que os trâmites para liberação dos empréstimos em todas as modalidades de crédito são rápidos e muito facilitados, sendo que os interessados podem apresentar suas propostas no site da Agência (www.goiasfomento.go.gov.br), além de buscar informações pelo telefone (62) 3216-4900 e pelo whastapp (62) 3216-4999. O prazo médio para análise é de 15 a 20 dias e a Agência retorna ao interessado o resultado de seu pedido. Rivael Aguiar explicou que mesmo pessoas e empresas negativadas têm possibilidade de obter recursos, após avaliação de cada caso. O próprio Governo criou mecanismos que favorecem a reabilitação para tomada de empréstimo.

Goiás Social

O presidente da GoiásFomento destacou uma modalidade de crédito de grande relevância para as pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade neste momento de pandemia. Trata-se do Programa Goiás Social, aprovado pela Assembleia Legislativa e que será coordenado pela primeira dama do Estado, Gracinha Caiado, por meio do Gabinete de Políticas Sociais e Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). As famílias em vulnerabilidade serão identificadas e cadastradas nos municípios, capacitadas e habilitadas a receberem recursos com a finalidade de garantir condições mínimas de sobrevivência.

Nas avaliações da situação de vulnerabilidade, os técnicos do programa vão prospectar habilidades e vocação empreendedora das pessoas e famílias que, em seguida, receberão treinamento para terem melhor desempenho. A título de exemplo, Rivael citou atividades como manicure, produção de hortaliças, criação de peixes, confeitaria e muitas outras. Os recursos são do Fundo Protege, repassados por meio do cartão do Goiás Social. Conforme o dirigente da GoiásFomento, isso é um pontapé inicial para retirar os beneficiários da situação de vulnerabilidade. Aqueles que superarem essa fase e avançarem, aí sim, estarão aptos a buscar recursos de outras linhas de crédito dentro dos critérios estabelecidos em cada modalidade.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.