Governo do Estado anuncia medidas de valorização salarial para os professores

Goiás já tem um novo ensino médio que entra em vigor em 2022. Os estudantes passam a ter uma base curricular mais flexível e profissionalizante, com carga horária que deve chegar a 1.200 horas. Hoje, o ensino nas escolas públicas e privadas é de 800 horas. A secretária de Educação, Fátima Gavioli, garante que o Estado está preparado para a mudança, sendo que os cursos profissionalizantes serão montados de acordo com a vocação econômica de cada região. As bases curriculares foram aprovadas pelo Conselho Estadual de Educação. Na última sexta-feira, quando se comemorou o Dia do Professor, a classe recebeu  a notícia da isenção da contribuição previdenciária de 14,25% para aposentados e pensionistas do Estado que ganham até R$ 3 mil. A partir deste mês, os professores também vão passar a receber R$ 500,00 mensais para investir em cursos de aprimoramento. E vão ter direito ainda a dois bônus no fim do ano: um em novembro e outro em dezembro. Duas parcerias também foram fechadas para melhorar a educação na rede público, com as Fundações Fundação Sagres e Roberto Marinho. Com os investimentos na área, o governador Ronaldo Caiado afirmou que pretende melhorar ainda mais os índices da educação do Estado.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.