Governo de Goiás trabalha para ampliar e fortalecer o Ipasgo Clínicas

O presidente Hélio José Lopes informou que o Ipasgo atende quase 10% da população goiana e teve de fazer muitas mudanças, no atual governo, para enfrentar uma herança ruim que recebeu dos governos anteriores

Em entrevista hoje, 23, ao Jornal Brasil Central, o presidente do Ipasgo,  Hélio José Lopes, confirmou a intenção de expandir o Ipasgo Clínicas, que visa a ampliação dos serviços de saúde oferecidos pelo instituto nos municípios goianos. Segundo ele, com isso o Ipasgo está buscando fortalecer o atendimento no interior, onde há 71% dos usuários atualmente, evitando que eles se desloquem à capital para serem atendidos.

Hélio disse que o Ipasgo atende hoje quase 10% da população goiana, com mais de 600 mil usuários e que ele passou por muitas modificações com a entrada do governo de Ronaldo Caiando, saindo de uma situação de grande dificuldade para a normalização de suas atividades. "O governador nos colocou lá com o objetivo de dar uma cara nova. Estamos levando para dentro do Instituto o compliance público, no Goiás de Resultados, estamos fazendo uma gestão transparente, com ética, sabendo fazer uma análise de risco e hoje o instituto está totalmente viável, é saudável financeiramente e encontra-se rigorosamente em dia com todos os seus prestadores de serviço", explicou.

Informou que o Ipasgo herdou do passado quatro operações do Ministério Público e da polícia, a Metástase, a Morfina, a Back door 1 e a Back Door 2, por questões de desvios e corrupções nos governos anteriores, mas agora trilha um caminho de correção no seu rumo. Informou também que o instituto cobre os testes para detecção da Covid-19, feitos através das clínicas credenciadas, mas que ainda não tem a telemedicina, que é um serviço recente no país, no entanto os atendimentos estão sendo marcados por teleagendamento pelo número 0800 62 1919. 

Afirmou ainda que para as consultas praticamente não há dificuldades, o que ocorre no que tange às cirurgias, principalmente as eletivas, que estão suspensas desde o mês de fevereiro e "agora com os novos decretos certamente faremos uma abertura também dentro do instituto". Na busca de melhorar ainda mais o serviço oferecido a seu usuário, o Ipasgo está realizando um credenciamento para pessoas físicas, que vai até o próximo dia 30, e para pessoas jurídicas está sendo lançado um na semana que vem.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.