Governo anuncia redução do ICMS dos combustíveis em Goiás

Imposto foi fixado em 17% e a baixa deve refletir na descida de preços das mercadorias para o consumidor final

Clique na imagem para assistir a íntegra

O valor da alíquota fixa do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em Goiás foi reduzido para 17%. A novidade foi anunciada pelo governador Ronaldo Caiado e foi transmitida ao vivo no Goiás na Brasil Central, além de ser destaque no Jornal Brasil Central Edição da Noite desta segunda-feira (27). A mudança incide, principalmente, sobre combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. "A gasolina de 30% para 17% a tributação de ICMS, o etanol de 25% para 17% e óleo diesel de 16% para 14%", detalhou Ronaldo Caiado. 

Para o gás de cozinha, que também está entre os produtos taxados com o imposto, não haverá alteração por já ter o valor reduzido de 12%. "Em Goiás estamos fazendo algo que já está beneficiando o cidadão. Nós congelamos aquilo que nós chamamos como o valor em que incide os 12%", explicou o governador sobre o gás. Segundo dados do governo estadual, desde novembro de 2021, o valor do imposto sobre o combustível em Goiás está congelado. O governo afirmou também que, neste período, o estado teria deixado de arrecadar o equivalente a R$ 473 milhões e que a medida foi adotada para frear a alta dos combustíveis. Os postos de combustíveis devem passar por fiscalização do Procon para verificar a aplicação da medida. 

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.