Governador Ronaldo Caiado lança Operação Nordeste Solidário

Plano de contingência para o período chuvoso na região envolve áreas como infraestrutura, social e saúde para evitar desastres naturais

Com a operação Nordeste Solidário lançada nesta segunda-feira (31), em Goiânia, pelo governo de Goiás, várias ações serão tomadas em 14 municípios goianos para reduzir possíveis danos causados pelas chuvas que se aproximam. A força-tarefa fará monitoramento climático, reparos em rodovias, reforço, ações de saúde e assistência a famílias da região. É o que mostrou matéria exibida no O Mundo em Sua Casa desta terça-feira (01).

Neste ano, o plano de contingência baseado em levantamentos da Defesa Civil e do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), abrange os municípios classificados como alto grau de risco, a maioria no Nordeste goiano. São eles: Cavalcante, Nova Roma, Alto Paraíso, São João D’Aliança, Água Fria de Goiás, Niquelândia, Mimoso de Goiás, Formosa, Uruaçu, Hidrolina, São Luiz do Norte, Pilar de Goiás, Teresina de Goiás e Itapaci. Cerca de 19 mil pessoas podem ser afetadas direta ou indiretamente com as fortes chuvas. Por isso, durante a força-tarefa, o governo de Goiás vai distribuir cestas básicas, que já estão no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, para os que mais precisam. 

Durante o período chuvoso que atingiu o estado, entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, 24 cidades decretaram situação de emergência. Preocupado com a situação, o governador Ronaldo Caiado passou a virada do ano e permaneceu uma semana visitando as cidades mais afetadas. A operação chegou ao fim com investimento de quase R$ 37 milhões de reais na recuperação de pontes e rodovias danificadas e a entrega de mais de 30 mil cestas básicas. A previsão para este ano é de que chova, em um único mês, até 500 milímetros em algumas regiões. O gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim, afirma que teremos volume de chuva acima da média na parte Centro-Norte do estado. “Acima de Goiânia, até a parte Norte e Nordeste, as chuvas volumosas podem trazer transtornos”, explicou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.