Governador Caiado autoriza construção da Cidade da Polícia Civil

A TV Brasil Central cobriu hoje a visita que ele fez ao Complexo de Delegacias Especializadas, onde observou que agora o goiano tem a nítida sensação de segurança, com o eficiente trabalho das forças policiais

Governador Ronaldo Caiado visita Complexo da Polícia Civil, em Goiânia

O TBC 1, da TV Brasil Central, veiculou hoje (13/10) matéria mostrando a visita que o governador Ronaldo Caiado fez ao Complexo de Delegacias especializadas, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia, onde autorizou a construção da Cidade da Polícia Civil, estrutura que reunirá as 16 unidades operacionais de Goiânia em um único local. Disse que a obra já está autorizada e ressaltou a união de propósitos de todo o sistema policial que atua em Goiás, para que o crime não tenha vez e seja esclarecido, gerando uma “verdadeira sensação que o goiano tem de Segurança Pública”.

Sobre o trabalho desempenhado pela Polícia Civil, o governador disse que foi determinante para o Estado alcançar números positivos no combate à criminalidade nos últimos 21 meses. “Desde o início da atual gestão, todos os registros violentos praticados contra a pessoa tiveram reduções expressivas”, assinalou. Ele falou que o trabalho poderia ser aprimorado, se a Justiça Federal, por exemplo, fosse mais ágil para liberar os bens apreendidos e que podem se transformar em benefício para a comunidade, citando a possibilidade de construção de um novo Hospital Materno Infantil.

O Complexo da Polícia Civil visitado hoje pelo governador é composto seis unidades, onde atuam 277 profissionais. São elas: Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva), Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) e Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon). O delegado Geral da Polícia Civil, Odair José Soares, disse que a Cidade da Polícia civil será um feito inédito.

Segundo ele, alguns passos já foram dados, como a destinação de uma área para edificação contígua à Escola Superior da Polícia Civil, no Jardim Bela Vista, em Goiânia. Já a solução financeira orçamentária consiste na permuta entre uma área pública estadual pela edificação da estrutura da Polícia Civil – modelo adotado por diversos entes da Federação, a exemplo do Exército Brasileiro. “Estamos numa área nobre, valiosa e grande. Como nós já temos o local, seria vender aqui e construir lá”, explicou.

Secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda afirmou que todos os avanços se devem principalmente à liberdade de atuação e apoio diário que o governador tem dado às forças de segurança pública. Também atribuiu a queda nos principais índices de criminalidade ao combate duro e incansável ao tráfico de drogas que, segundo sua análise, está relacionado, direta ou indiretamente, a 60%, 70% dos crimes graves. “As polícias do Estado interromperam a liberdade dos traficantes. Esse trabalho de apreensão, de prisão de lideranças do tráfico, está sendo fundamental”, argumentou.

Rodney destacou a eficiência das forças policiais e as consequências positivas para a sociedade, que viu a média de roubos de veículos no Estado cair de 47 por dia, em 2016, para 7, por dia, em 2020. Para ele, o trabalho de excelência da Polícia Civil contribui não só para a redução dos índices, mas principalmente para a percepção e sensação de segurança que a população de Goiás hoje tem. “Segundo o relato daqueles que já estão há mais tempo em atividade aqui no Estado, é uma sensação de segurança inédita nesse Estado. Então, já estamos colhendo frutos importantíssimos”, observou.

ABC Digital, com dados da Secretaria de Comunicação