Goiânia vai continuar com a testagem ampliada da Covid-19 até novembro

Superintendente da Secretaria Municipal de Saúde, Yves Mauro, disse no TBC 2 que desde agosto último já foram realizados mais de 80 mil testes rápidos em moradores da capital, dos quais 10.400 deram resultado positivo para a doença

A apresentadora Danuza Azevedo e o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, Yves Mauro Ternes, nos estúdios da TBC

Em entrevista no estúdio do TBC 2, nesta quinta-feira, 8, o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, Yves Mauro Ternes informou que a SMS continuará com a testagem ampliada da Covid-19 nos moradores da capital até novembro próximo. Ele conversou sobre a situação da pandemia na capital com os apresentadores do telejornal Danuza Azevedo e Guilherme Rigonato.

Segundo o superintendente, desde agosto último a Pasta vem realizando esse trabalho, com a realização do teste rápido de antígeno do novo coronavírus. Até o momento, já foram feitos testes em mais de 80 mil moradores da capital, resultando em mais de 10.400 casos positivos, o que dá uma prevalência nessa testagem de 10,4%.

Ele explicou que a testagem rápida tem como principal objetivo interromper a cadeia de transmissão das pessoas que têm o vírus, mas que não sabem. Ao ser identificada, essa pessoa é orientada a cumprir isolamento domiciliar de forma a passar esse período sem transmitir o vírus para outros.

Inquérito soroepidemiológico

Yves Mauro falou também sobre outro tipo de investigação que está sendo realizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia desde o mês de maio: o inquérito soroepidemiológico. Esse inquérito promove a coleta de sangue e detecta anticorpos, ou seja, verifica se a pessoa teve contato com o coronavírus e se desenvolveu anticorpos.

Acrescentou que já foram realizadas, na capital, cinco etapas do inquérito soroepidemiológico. “Temos o resultado, essa semana, do quinto inquérito, realizado no dia 19 de setembro”, adiantou. Esse quinto inquérito demonstrou uma soroprevalência de 13,9%, o que para a população estimada de Goiânia significa que mais ou menos 210 mil pessoas já tiveram contato com o vírus no dia 10 de setembro. Ele explicou que esse prazo (de nove dias) é para que a pessoa possa desenvolver o anticorpo e ser possível detectá-lo.

Yves Mauro lembrou que, até o momento, foram registrados 61 mil casos confirmados da Covid-19 em Goiânia, enquanto o inquérito sorológico apontou que 210 mil tiveram contato com o novo coronavírus. “Por isso que é importante fazer vários tipos de investigação, para nos auxiliar na tomada de decisão (de enfrentamento da pandemia)”, salientou. Segundo ele, pelo inquérito soroepidemiológico, o pico da pandemia na capital ocorreu em agosto, e agora a curva de crescimento da doença começa a apontar uma tendência mais fraca, avaliou.

No segundo bloco da entrevista, o superintendente Yves Mauro falou sobre a flexibilização de algumas atividades. Contou que, a partir da próxima semana, ocorrerá em Goiânia o retorno dos eventos de negócios. Mas com a observação de protocolo sanitário específico, como o limite de 150 pessoas e com capacidade de até 50% do estabelecimento, justamente para evitar que haja um risco para a saúde das pessoas que estão circulando naquele local. Informou que esse protocolo será publicado junto com uma Portaria da Secretaria Municipal de Saúde.

Ele respondeu também as perguntas enviadas por telespectadores. Disse que na próxima semana o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE) Municipal vai avaliar a possibilidade de reabertura de berçários municipais e das aulas presenciais, como também o retorno de caravanas para a região da Rua 44.

Já cinema e outros eventos sociais serão avaliados em outro momento, de acordo com o cenário epidemiológico da capital, declarou. Ele comentou também o retorno do funcionamento do zoológico, previsto para a próxima semana, com protocolo específico, e sobre os shoppings.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.