GoiásFomento destina R$ 500 milhões em empréstimos ao micro e pequeno empresário

Economista Danilo Orsida fala sobre as vantagens das novas linhas de financiamento no telejornal TBC 1

A apresentadora Eva Taucci e o economista Danilo Orsida, nos estúdios da TBC

O Governo de Goiás, por meio da GoiásFomento, colocou na praça R$ 500 milhões para empréstimos ao micro e pequeno empresário durante a crise de pandemia do coronavírus. Além de trabalhar com juros menores do que os de mercado, a GoiásFomento ampliou o limite do crédito de R$ 80 mil para R$ 125 mil a micro e pequenas empresas e também para profissionais liberais.

Para comentar a iniciativa, a coluna Bate-papo do Dia do telejornal TBC 1 contou com a participação, nesta segunda-feira, 11, do economista Danilo Orsida. Segundo ele, a grande vantagem do financiamento é o pequeno empreendedor, nesse momento de crise, usar o dinheiro para pagar compromissos e dívidas de curto prazo.

“É um dinheiro interessante para preservar o fluxo de caixa. Você trocar dívida de curto prazo por dívida de longo prazo ajuda nesse momento de crise”, disse comentando as vantagens das novas linhas de crédito da GoiásFomento. As taxas de juros variam de segmento a segmento, indo de 1,29% ao mês até 7% ao ano. O setor de turismo, por exemplo, foi contemplado com uma redução de 2% em suas linhas, passando 5% anuais. Prazo de carência varia de 12 a 36 meses, também dependendo do segmento.

Durante a conversa com a apresentadora Eva Taucci, Danilo Orsida respondeu a perguntas dos telespectadores. Confira a íntegra da entrevista abaixo:

ABC Digital