Goiás vai zerar fila de espera ao Bolsa Família, informa Lúcia Vânia

Secretária de Desenvolvimento Social falou a O Mundo em Sua Casa e abordou também sobre auxílio emergencial em Goiás

A titular da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), Lúcia Vânia, informou nesta segunda-feira durante o programa O Mundo em Sua Casa, das rádios RBC FM e Brasil Central AM, que Goiás deve zerar a fila de famílias candidatas ao benefício do programa Bolsa Família. Ela foi entrevistada pelos apresentadores Gil Bomfim e Lucas Nogueira.

Segundo Lúcia Vânia, 31 mil famílias goianas serão incluídas no programa, num acordo selado entre o governo estadual e o federal. Essas famílias estavam na fila de espera do programa e seguirão nele após o fim da pandemia e outras 10 mil famílias cadastradas mais recentemente no CadÚnico (Cadastro Único) também devem ser incluídas nos próximos dias.

“Foi uma solicitação nossa, do governador Ronaldo Caiado, da primeira-dama Gracinha Caiado e do ministro Onyx [Lorenzoni, do Ministério da Cidadania]. Fizemos isso com o fim do programa Renda Cidadã, resolvendo levar esses beneficiários do Renda ao Bolsa Família”, disse Lúcia Vânia. 

A titular da Seds abordou ainda o auxílio emergencial em Goiás, dando o número total de 1,4 milhão de pessoas aptas a receber o benefício, entre beneficiários do Bolsa Família e profissionais autônomos. Lúcia Vânia terminou falando das ações da Seds em prol das pessoas mais vulneráveis, como moradores de rua, que estão ganhando pontos com lavatórios públicos para higienização das mãos. Serão instaladas 40 pias em pontos estratégicos de Goiânia e cidades do Entorno de Brasília.

A Seds, em parceria com a prefeitura de Goiânia, instalou também tendas para as pessoas que buscam o auxílio emergencial nas agências da Caixa Econômica Federal na Grande Goiânia. “Estamos instalando tendas em frente às agências bancárias com mesas, cadeiras e oferta de máscaras e álcool em gel para remediar o desconforto pelas enormes filas e também para garantir que não haja aglomeração e contaminação nesses locais”, disse a secretária.

ABC Digital