Goiás lidera a criação de empregos de carteira assinada no Centro-Oeste em fevereiro

De acordo com o Caged, do Ministério da Economia, o saldo entre empregados e desempregados no período foi de 17.562 novos postos de trabalho formais

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, no mês de fevereiro último foram criadas 17.562 novas vagas com carteira de trabalho assinada em Goiás. Reportagem exibida no programa O Mundo em sua Casa desta sexta-feira, 1º de abril, mostrou que o resultado fez com que o Estado liderasse a criação de postos de trabalho formais na Região Centro-Oeste no período.

Segundo o secretário da Indústria e Comércio, Joel Sant’Anna, se forem somados os resultados de janeiro e fevereiro deste ano, Goiás acumula a geração de 30.038 novos empregos. Para ele, isso mostra que o Governo do Estado está no rumo certo e mostra o potencial da economia goiana na recuperação após a pandemia, pois os empresários estão contratando e os setores de serviços, comércio e indústria estão pulsantes.

O setor agrícola de Goiás foi o destaque de fevereiro. Os segmentos que mais contribuíram para a criação de vagas de emprego no Estado no período foram a produção de lavouras temporárias e as atividades de apoio à agricultura e à pecuária. “O Caged demonstrou que nos últimos 12 meses o saldo de empregados e desempregados foi de mais de 9 mil empregos no campo. Só no último mês de fevereiro esse saldo foi de 3 mil empregos”, disse o superintendente de Produção Rural e Sustentável da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Donalvam Maia.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.