Goiás gerou 93.106 empregos formais nos primeiros oito meses de 2022

Dados do Caged do Ministério da Economia apontam que, no último mês de agosto, foram criadas 7.597 vagas de emprego com carteira assinada no Estado

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, no último mês de agosto foram criadas em Goiás 7.587 novas vagas de empregos formais. O destaque do período ficou com o setor de serviços, com 3.679 contratações, seguido do comércio e da construção civil. Já no acumulado dos oito primeiros meses do ano, foram gerados no Estado 93.106 postos de trabalho com carteira assinada, segundo reportagem veiculada no Jornal Brasil Central Edição da Noite desta quarta-feira, 5.

“A gente espera que os novos candidatos tenham conhecimento a esse mercado que busca profissionais que estão atentos às mudanças”, afirmou o recrutador Douglas Lupo, lembrando que a tecnologia está fazendo parte cada vez mais do mercado de trabalho. A secretária interina da Secretaria de Estado da Retomada, Raíssa Rodrigues, disse que a Pasta promove várias ações de intermediação de mão de obra. “Temos feito também diversos cursos de capacitação e qualificação profissional, além das grandes conexões que temos com parceiros, dentro e fora da estrutura de governo”, destacou.

Com o fechamento do ano, está aumentando a oferta de vagas de emprego, principalmente as operacionais, destinadas a vendedores, garçons e atendentes; pois o mercado carece muito dessas profissões, informam os recrutadores de mão de obra. A princípio, são vagas temporárias, mas existe a expectativa de elas se tornarem efetivas no próximo ano. 

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.