Goiás foi líder na geração de empregos formais no Centro-Oeste em 2021

De acordo com dados do Caged, foram criados 107.215 novos postos de trabalho, levando Goiás à 8ª posição no ranking nacional

Goiás bateu recorde na geração de empregos em 2021. Foi o líder no Centro-Oeste e ficou na 8ª posição no ranking nacional na criação de postos de trabalho com carteira assinada. Segundo dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, foram registradas 750.692 admissões e 643.477 demissões, resultando em um saldo positivo 107.215 vagas.

No período, o setor de serviços foi o que mais gerou empregos formais (33.795), seguido pelo comércio (27.334), indústria (20.219), construção civil (8.492) e agropecuária (6.375).

Em entrevista ao programa O Mundo em sua Casa desta sexta-feira (4), o secretário de Indústria e Comércio, Joel Sant’Anna Braga, apontou o ProGoiás, novo programa de incentivo do Governo do Estado, como um dos responsáveis pelo resultado. “O Governo desburocratizou o programa de crédito outorgado para as empresas virem para Goiás e se instalarem, gerando mais emprego”, afirmou. Além disso, foram investidos R$ 23 bilhões por meio do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), que financia projetos.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.