Goiás deve ter o maior aumento de produtividade de café do País

Levantamento da Conab aponta que, para a safra 2022, o café colhido em Goiás deve atingir mais de 44 sacas por hectare, o melhor resultado do Brasil

Goiás vem produzindo cada vez mais café e pode alcançar o maior aumento de produtividade da cultura no País na safra de 2022, de acordo com terceiro levantamento do café para a atual temporada divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O Estado é o oitavo maior produtor nacional de café, mas se destaca em termos de produtividade. A expectativa para esta safra é chegar a colher mais de 44 sacas por hectare, com aumento de 10,3% em relação ao período anterior, segundo reportagem veiculada no Jornal Brasil Central desta quarta-feira, 12.

De acordo com o superintendente de Produção Sustentável da Secretaria de Estado da Secretaria da Agricultura (Seapa), Donalvam Maia, embora o Estado não seja um grande produtor de café em volume, registra grande qualidade e produtividade. Ele conta que a produtividade goiana já foi a maior do País há dois anos e isso deve ocorrer novamente. Isso se deve muito à qualidade do grão produzido em território goiano, principalmente à irrigação e aos tratos culturais, e à competência e à vocação do produtor rural, afirma.

Café arábica

A plantação de café arábica é novidade em Vianópolis. O cultivo de café foi adotado no município há três anos, dentro da fazenda Goiás Café. O gerente da propriedade, Valdinei Meri de Souza, diz que a variedade arábica tem um bom preço e se dá bem em Goiás. A colheita da lavoura de 250 mil pés de café está prevista para começar em abril. O período de colheita demora três meses e são necessárias cerca de 50 pessoas para colher manualmente. A produção da fazenda de Vianópolis é vendida totalmente para as indústrias torrefadoras de café do Distrito Federal.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.