Goiás dá exemplo na proteção contra acidentes naturais

Secretária do Meio Ambiente de Goiás, Andréa Vulcanis falou do trabalho que vem realizando para prevenção às queimadas e fiscalização das 6 mil barragens hoje cadastradas no estado

Reportagem veiculada hoje (20) no radiotelejornal O Mundo em Sua Casa enfatizou o trabalho realizado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente de Goiás para garantir a prevenção contra acidentes provocados por incidentes naturais. Dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostram que de 2013 a 2022 foram registrados 1.317 desastres naturais em Goiás, sendo os mais recorrentes a propagação de fogo nas matas, o transbordamento de rios e os alagamentos em época de chuva.

Gerente do Centro de Informações Meteorológicas de Goiás, André Amorim disse que isso ocorre, porque, em sua maioria, “as cidades goianas são muito próximas a rios e também a infraestrutura das cidades não colabora para uma ação mais efetiva”. Dados da CNM apontam que todos os estados brasileiros tiveram pelo menos uma dessas ocorrências nos últimos dez anos. Secretária do Meio Ambiente de Goiás, Andréa Vulcanis informou que tem adotado medidas de prevenção para evitar incômodos com as catástrofes naturais no estado.

“Nós estamos trabalhando desde a prevenção dos incêndios, junto com o Corpo de Bombeiros, e isso envolve toda uma ação da Secretaria na proteção das unidades de conservação, na construção de aceiros e nas queimas controladas dentro das unidades. Tanto que em 2021 tivemos uma redução de 80% das áreas queimadas nas unidades de conservação. Também temos feito um trabalho muito efetivo com as barragens no estado. Hoje nós temos mais de 6 mil barragens cadastradas, vistoriadas, fiscalizadas, de modo que, ao longo desses dois últimos anos, não tivemos mais incidentes graves, com mortes ou com destruição de paisagens ou vegetação ou do patrimônio da população de Goiás” afirmou Vulcanis.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.