Estado de Goiás comemora recorde em doação de órgãos

Gerente da Secretaria Estadual de Saúde, Katiúscia Freitas explicou no TBC1 o processo de doação e falou da importância do diálogo prévio entre familiares sobre o assunto

A gerente de Transplantes da Secretaria Estadual de Saúde, Katiúscia Freitas, e a apresentadora Eva Taucci, nos estúdios da TBC

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás comemora um dado inédito na área de transplantes de órgãos humanos, conseguido no último sábado (31). Somando as captações de órgãos e tecidos realizados nesse dia no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia (Hugo) e Hospital Estadual de Urgências Otávio Lage (Hugol) foram nove coletas, número nunca atingido antes.

As captações foram destinadas a pacientes de Goiás, Brasília, Rio de Janeiro e Pernambuco. Mesmo na pandemia, Goiás segue entre os estados brasileiros que mais fazem captação de órgãos humanos. Só na área de rins, por exemplo, o estado foi um dos três que apresentaram aumento de transplantes no primeiro semestre do ano, com crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2019.

Para falar do assunto, o telejornal TBC1 da TV Brasil Central ouviu nesta segunda-feira (2) a gerente de Transplantes da Secretaria Estadual de Saúde, Katiúscia Freitas. Ela conversou por videochamada com a apresentadora Eva Taucci e disse que os números refletem o trabalho de conscientização das famílias realizada pela equipe da SES. Pela legislação brasileira, só cabe à família a decisão pela doação de órgãos.

Confira a entrevista completa:

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.