Goiás é o Estado mais rápido para abrir uma empresa, aponta Ministério da Economia

Conforme levantamento; o tempo médio de abertura de uma empresa no Estado é de 26 horas; gerente da Juceg comenta na RBC as ações adotadas

Goiás é o Estado brasileiro mais rápido para se abrir uma empresa, de acordo com levantamento feito pelo Ministério da Economia. O tempo médio para a abertura de uma empresa no Estado é de aproximadamente 26 horas, ou seja, um dia e duas horas.

A gerente de Apoio Institucional da Junta Comercial de Goiás (Juceg), Ana Paula Chaves, foi entrevistada nesta sexta-feira, 05/02, no programa O Mundo em sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM. Ela apontou as ações adotadas para agilizar a formalização dos procedimentos de abertura de empresas no Estado.

Para Ana Paula, essa é uma notícia muito boa: a agilidade na abertura de empresa em Goiás, que lidera o ranking no País no tempo médio de registro de uma empresa. “Para chegar a essa primeira posição, nós contamos com o apoio do Governo de Goiás”, destacou.

A gerente da Juceg contou que foram feitos a integração nos municípios goianos, inclusive na capital, e investimento em tecnologia. “Hoje o processo é montado todo eletronicamente, o nosso cliente não precisa sair de casa para poder protocolar o seu processo, a assinatura é eletrônica”, completou. Sem os investimentos do Governo do Estado em tecnologia não seria possível chegar à atual posição, disse.

Lei da Liberdade Econômica

Ana Paula apontou ainda a sanção da Lei da Liberdade Econômica, que libera o alvará de funcionamento para um grande número de atividades econômicas que causam pequeno risco para o meio ambiente. A nova norma legal dispensa esse alvará. Com isso, o sistema de abertura de empresas no Estado foi facilitado e desburocratizado, destacou.

Conforme a gerente da Junta Comercial, ainda há espaço para reduzir mais o tempo de abertura de uma empresa em Goiás. Com esse objetivo, foi criado um Subcomitê no início deste ano, presidido pela Juceg, para tratar com todos os envolvidos no processo de registro de empresa, e de procedimentos para cumprir a legislação e facilitar o registro. “Uma vez que você uniformiza as normas, isso vem desburocratizando”, salientou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.