Goiás é líder em geração de empregos no Centro-Oeste

Goiás fechou 2022 com o saldo positivo de mais de 87 mil empregos formais criados 

De acordo com dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Goiás teve um saldo positivo de 87.719 postos de trabalho formais (com carteira assinada) criados em 2022. Para 2023, a expectativa é que o estado siga ampliando esses números. Em menos de 90 dias, o estado aprovou 140 cartas consultas, no valor total de R$ 276 milhões para financiamentos destinados a setores empresarial e rural, com a previsão de gerar mais de 550 novos empregos.

O superintendente de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Indústria e Comércio (SIC), Danilo Arraes, foi o entrevistado do Jornal Brasil Central Edição da Noite desta sexta-feira (3) e falou sobre as razões dos resultados favoráveis. “Isso se deve aos incentivos, ao trabalho do governo do Estado, focado nos programas com resultado positivo de 87 mil empregos gerados, que nos credenciou ao primeiro lugar no ranking de geração de empregos”, afirmou. Ele lembrou ainda que a área de serviços foi a que liderou a criação de empregos, com cerca de 55% das novas vagas, seguida do comércio, construção civil e agropecuária. 
    
Danilo explicou sobre o trabalho desenvolvido em sua superintendência, que atua no fomento da geração de emprego e renda em todo o estado. Ele citou, por exemplo, que está em processo final de  licitação o Mercadão de Águas Lindas, com início das obras previsto para este semestre e que irá  levar desenvolvimento e trazer novos postos de trabalho para a região. Ele reforçou também que quem estiver a procura de emprego, pode buscar o Sine, por meio das Agências do de Vapt Vupt. 

ABC Digital 
 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.