Goiás é destaque nacional na geração de empregos formais em 2020

Dados são comemorados pelo Governo Estadual, com expectativa de que em 2021 o desempenho da economia será muito mais dinâmico, prevê o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, José Vitti

Mesmo em um cenário extremamente desfavorável em 2020, decorrente da pandemia do novo coronavírus, o Estado de Goiás mostrou a força de sua economia se destacando na geração formal de empregos. Foram criadas 26.258 vagas de trabalho, o que representa mais de 18% do total do País, que somou 142.690 postos de trabalho. Em relação ao Centro-Oeste, Goiás foi responsável pela criação de mais de 50% de todos os empregos formais gerados, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia.

Os números foram comemorados pelo Governo de Goiás, em avaliação feita pelo secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), José Vitti. Em entrevista ao programa O Mundo em Sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM nesta sexta-feira, 29, ele disse que mesmo diante das dificuldades, do cenário completamente desfavorável, Goiás foi capaz de gerar mais empregos que em 2019 e superou Estados mais ricos como São Paulo e Rio de Janeiro, que tiveram resultados negativos.

Conforme José Vitti, em 2020 os setores mais dinâmicos da economia foram a indústria de transformação, que gerou mais de 10 mil empregos; a indústria da construção civil; a agropecuária; e os setores de comércio e serviços. O titular da SIC observou que um dos pilares da economia goiana, o agronegócio, manteve todas as suas atividades em 2020 e foi responsável pela preservação de muitos empregos, enquanto outros segmentos sofreram perdas mais acentuadas.

Retomada

O secretário José Vitti observou que a expectativa para 2021 é muito positiva. “Esperamos que haja uma retomada efetiva da economia, apesar dos problemas ainda presentes da pandemia. Porém, com a chegada da vacina, é possível vislumbrar um horizonte bem melhor para os próximos meses”, sentenciou ele. Disse também que, pelos resultados de 2020, Goiás demonstra que pode consolidar a retomada econômica muito mais rapidamente que outras unidades da Federação.

Segundo ainda José Vitti, as pessoas de modo geral e os segmentos produtivos aprenderam a lidar com o problema da pandemia e se adaptaram à nova realidade. Observou que cuidados sanitários têm sido tomados, incluindo o uso de equipamentos de proteção individual, uso de máscaras, distanciamento social e higienização de mãos. “Com todas essas medidas, as atividades produtivas podem avançar com mais força até que a vacina, efetivamente, traga solução ao problema”, reforçou o secretário.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.