Fisioterapia auxilia na recuperação da Covid-19

Segundo especialista, alguns sinais simples podem indicar a necessidade da fisioterapia; o tratamento é mais indicado para pessoas que tiveram casos da doença de graus moderado ou grave

Mais de 20 milhões de pessoas já foram contaminadas pela Covid-19 no Brasil. Muitos pacientes precisam ficar atentos à perda da capacidade pulmonar e a outros sinais simples, para buscar o apoio da fisioterapia na recuperação das sequelas deixadas pela doença.

Em entrevista ao Jornal Brasil Central Edição da Noite desta quinta-feira, 9, o fisioterapeuta Thiago Vilela afirmou que vários pacientes que tiveram Covid-19 apresentam alterações e comprometimentos funcionais no dia a dia. Não só pulmonares, os mais conhecidos, mas também alguns deles cardiovasculares, musculares e neurológicos. Segundo ele, várias condições acometidas pelo coronavírus podem ocorrer de forma sistêmica.

Capacidade pulmonar

O fisioterapeuta afirmou que a maioria dos pacientes pós-Covid que precisam de fisioterapia são aqueles que tiveram os graus moderado ou grave da enfermidade. “Muitos pacientes precisam ficar atentos, mesmo após a cura, para a perda da capacidade pulmonar”, afirmou. Citou que outro sinal de alerta é a fraqueza muscular de difícil recuperação, que pode até impossibilitar o paciente de retornar às atividades normais de imediato. Nesses casos, destacou, a fisioterapia é uma aliada indispensável.

Outros sinais apontados por Thiago Vilela são a dificuldade de realizar tarefas que antes eram feitas tranquilamente, dores que não existiam antes da doença, e algumas alterações sistêmicas, sejam visuais, ou inchaço (edema), que surgiram após a Covid-19. “São alguns sinais que muitas pessoas, de fato, precisam de ajuda, principalmente da fisioterapia”, declarou.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.