Fimtpoder lança projeto de inclusão de PCD no mercado de trabalho

Chamado de Emprego Apoiado, ideia é sensibilizar empresários a contratar Pessoa Com Deficiência (PCD) além da cota legal

Clique na imagem para assistir a entrevista

O Fórum de Inclusão no Mercado de Trabalho das Pessoas com Deficiência e dos Reabilitados pelo INSS (Fimtpoder) é uma entidade que reúne organizações sociais, empresas e órgãos de governos que trabalham pela inclusão de Pessoas Com Deficiência (PCD) no mercado de trabalho.

O fórum completa 10 anos em Goiás nesta terça-feira (28) e lança o projeto Emprego Apoiado, iniciativa que buscará incentivar as empresas goianas a contratarem PCDs além do que prevê a cota legal. A lei federal 8.213/1991 estabelece que a empresa com mais de 100 funcionários deve destinar 2% de suas vagas para pessoas com deficiência.

Em entrevista ao Jornal Brasil Central desta segunda-feira (27), a coordenadora do Fimtpoder, Elizabeth Campos, falou do contexto do mercado de trabalho para PCD em Goiás e como o projeto Emprego Apoiado vai facilitar a iniciativa das empresas de aumentarem seus quadros funcionais com pessoas em condições mais severas de deficiência. Dados do IBGE mostram que cerca de 25% da população brasileira tem algum tipo de deficiência.

ABC Digital

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.